Metodista com 104 anos de idade é exemplo de fé em Ponta Porã

Metodista com 104 anos de idade é exemplo de fé em Ponta Porã

Atualizado: Quinta-feira, 8 Setembro de 2011 as 1:23

O pai trabalhava no Brasil em plantação de erva mate, e a mãe cuidava dos filhos, eram em 04 filhos, moravam em Sanga Puitã, mesmo morreu numa tentativa de procurar melhorias em Campo Grande, pois foi entregue por pessoas traiçoeiras, a mãe morreu quando irmã Francisca já estava casada.

Irmã Francisca tinha 18 anos de idade quando se casou, teve 09 filhos, 04 mortos e cinco vivos, morou na linha de fronteira por um bom tempo, depois no bairro chamado independência, mudando-se para o jardim Ivone, onde após 18 anos o marido faleceu.

Quando morava no jardim independência não queria saber de crentes, um vizinho falava de Jesus e apresentava a Bíblia até que aceitou a Jesus, onde a família também começou a frequentar a ser alcançada pelo evangelho, o vizinho era da Igreja Adventista do sétimo dia no Paraguai, onde vários membros da família, juntamente com irmã Francisca foram  batizados.

Quando a família se mudou para o jardim Ivone, há mais ou menos 20 anos, ainda por um tempo frequentaram a igreja adventista no Paraguai, então o marido ficou doente e começaram a frequentar a igreja metodista, que iniciava o trabalho no bairro, na associação do bairro, pois se identificaram e expressaram o desejo de se membrar se, isso há 16 anos, portanto a IM estava há 02 anos no jardim. Ivone.

Desde que conheceu Jesus, a irmã Francisca presenciou a mão de deus agindo em sua vida e família, passava muitas dificuldades e inclusive na vida material e familiar passou a ver deus ajudar e abençoar, e reconhece que pensava, falava e fazia coisas que eram erradas, até mesmo pela mentalidade que tinha sem conhecer a Deus achava normal. Passou a entender que deus conhecia todos os pensamentos e se entristecia com certas coisas que as pessoas falavam.

A irmã Francisca afirma ter uma alegria muito grande em dizer às pessoas “que a melhor coisa que existe é conhecer e viver para Jesus”, ela entende que conversar com deus é essencial para resolver seus problemas “ajoelhar e falar com deus é muito importante” e observa ainda “como eu mudei, eu vejo que sou uma pessoa mudada, porque Jesus entrou em minha vida”, e afirma “desde que conheceu Jesus, nunca mais iria deixar este caminho”.

A irmã tem muita alegria em testemunhar que há alguns meses começou orar por um filho que estava vivendo uma situação muito difícil, e deus atendeu, seus olhos viram a ação de deus, e isto é motivo de imensa gratidão.

Ao falar de Jesus seus olhos brilham, e certamente se esta amada irmã vive sua fé e seu amor pelo senhor, com seus 104 anos de idade, é pura bênção de deus, pois ela é um instrumento em suas mãos e seu testemunho edifica e marca todos que têm oportunidade de conhecê-la. Glória a deus pela vida de irmã Francisca!!.

Por: Pastora Edilene Dias –  Esta pastora no Jardim Ivone em Ponta Porã - MS   Via Rede Metodista

veja também