" Meu discurso gospel é verdadeiro", diz Baby do Brasil

" Meu discurso gospel é verdadeiro", diz Baby do Brasil

Atualizado: Segunda-feira, 25 Julho de 2011 as 6:46

Estreou no fim de semana o filme ‘Filhos de João — Admirável Mundo Novo Baiano’, documentário sobre o lendário grupo Novos Baianos. Mas, após se deliciar com as histórias de Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e toda a trupe, uma dúvida trouxe inquietação aos espectadores ao fim das sessões: “Por que só Baby não aparece nos depoimentos?”.

“Eu podia embargar esse filme, mas estou deixando rolar. Fui procurada para participar de um trabalho universitário. Quando soube que isso virou um filme, disse ao diretor que precisaríamos conversar. Minha história não pode ser contada sem participação nos lucros”, explica a ex-doidona e hoje evangélica, que diz já ter sido abduzida e ajudado a curar um paraplégico com seu louvor.

Baby do Brasil está gravando seu primeiro CD, mais um dedicado à música gospel, depois de 10 anos longe dos estúdios. “Sou uma ‘popstora’. Cantar para o Todo Poderoso é a maior loucura que já vivenciei. Quando me converti, me chamaram de oportunista. Agora, estão entendendo que meu discurso gospel é verdadeiro”, garante a cantora.

Ela terá sua própria trajetória contada no documentário ‘Apocalipse Segundo Baby’, do diretor Rafael Saar. “Deve ficar pronto no ano que vem. Registramos encontros dela com vários amigos músicos, além das gravações deste novo CD. Sem falar em imagens raríssimas que ninguém nunca viu. Mas ainda queremos refazer o Caminho de Santiago de Compostela com ela. Foi lá que, nos anos 90, Baby deixou de ser Consuelo”, antecipa Saar.

A ‘popstora’ até chegou a registrar depoimentos para ‘Filhos de João’’, mas na versão final, que está em cartaz, só aparece em imagens de arquivo. Insatisfeita, Baby anuncia: “Depois de pronto este documentário sobre minha vida, pretendo convidar o Rafael para rodar o verdadeiro filme sobre o Novos Baianos”.

Ausência polêmica
Tanto o diretor de ‘Filhos de João’ quanto os integrantes do Novos Baianos lamentam a ausência de Baby do Brasil no documentário.

“Houve a confusão com o depoimento dela. Não posso julgar, ela deve ter lá seus motivos. Como minha irmãzinha, lamento muito. Cada um tem uma história de vida. Hoje, estamos um para lá, outro para cá”, comenta Moraes Moreira.

Ex-marido da cantora, Pepeu Gomes faz coro: “Isso era previsível, porque a Baby tem uma maneira muito própria de pensar.
Respeitei sua decisão, Ela está em outra. Mas aquela realidade que passamos na tela é sincera”, argumenta o guitarrista.

O diretor Henrique Dantas, que levou 11 anos para concluir o filme, ainda tem esperança de poder incluir o depoimento de Baby nos extras do DVD. “Ela queria mudar algumas coisas, não gostou do filme. Baby não aceitou o acordo que firmei com os outros, que são meus parceiros no longa. As pessoas têm o direito de mudar, de não ser mais o que foram. Mas ela faz parte da história, não pode ficar de fora. E ela deu uma entrevista maravilhosa”, diz o cineasta.

veja também