Microsoft se defende de alegações de homofobia na rede Xbox Live

Microsoft se defende de alegações de homofobia na rede Xbox Live

Atualizado: Quarta-feira, 4 Março de 2009 as 12

Microsoft tem enfrentado problemas em sua rede Xbox Live para os usuários de Xbox 360. Nas últimas semanas, alguns usuários foram banidos por declararem suas opções sexuais no perfil - mesmo que um campo específico para isso não esteja disponível.

Palavras como "gay" e "lesbian" causam o cancelamento de perfis - o que está gerando enorme controvérsia e revolta de indivíduos e grupos de defesa dos direitos de homossexuais.

A empresa veio a público explicar sua política. Stephen Toulouse, que administra o Live, admitiu que o serviço é falho nesse sentido, mas se defende dizendo que depois de algumas pesquisas serem realizadas dentro do Live, chegou-se a conclusão que entre 95% e 98% das vezes em que palavras como essas são empregadas em perfis são apenas para insultar outras pessoas.

"Não é uma política elegante, mas é objetiva. Estamos tentando encontrar uma maneira de permitir que as pessoas se expressem livremente na comunidade e ao mesmo tempo impedir os abusos. Mas ainda não temos uma solução para anunciar", disse Toulouse, que garante que a Microsoft já pensava no assunto antes mesmo das polêmicas começarem. "Eu mesmo tenho sido acusado e xingado - as pessoas me tomam por um homofóbico, mas quando explico o problema todos são unânimes em afirmar que o que temos nas mãos não é um problema fácil de resolver."

Realmente, não é. Mas a discussão faz a Microsoft acelerar seus esforços para resolver o problema.

veja também