Ministério da Educação: "Kit Gay" ganha nova versão

Ministério da Educação: "Kit Gay" ganha nova versão

Atualizado: Quarta-feira, 1 Junho de 2011 as 8:24

O ministro da Educação Fernando Haddad afirmou nesta terça-feira em uma audiência pública, que proporá à presidente Dilma Rousseff uma nova versão para o “kit gay” contra a homofobia, fazendo uma campanha que inclua também outros tipos de discriminação que não só contra os homossexuais.

“Há um pleito [da Frente Parlamentar da Família] de que esse material contra a homofobia não fique circunscrito a esse preconceito, a essa forma de discriminação, e está sendo avaliada a oportunidade disso.”

O ministro afirmou que lhe parece uma “postura legítima de parte de setores que querem ver o debate do fim da discriminação nas escolas envolvendo muitas dimensões e não uma específica,” logo após participar de audiência da Comissão de Educação do Senado.

O kit havia sido suspenso pela presidente Dilma Rousseff que disse não ter gostado dos vídeos propostos no material que expõem a homossexualidade. Eles tratam dos temas da transexualidade, bissexualidade e a relação entre duas meninas lésbicas.

Depois disso, Haddad afirmou que os kits poderiam ser refeitos e passados pela avaliação do MEC e da Presidenta antes de serem entregues.

Segundo o Ministro da Educação, a nova proposta do kit deverá ser discutida novamente com a comissão de avaliação criada por Dilma na Secretaria de Comunicação da Presidência, para cuidar de todo o material produzido pelos ministérios.

“Como a presidenta criou uma comissão no âmbito da Secretaria da Comunicação da Presidência para dar a palavra final sobre materiais que envolvam costumes, valores, assuntos mais delicados, que envolvem essa questão, vamos encaminhar,” declarou.

Por Amanda Gigliotti

veja também