Ministerio teme futuro governo do Egito

Ministerio teme futuro governo do Egito

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 3:24

As fotos e relatos mostram que há uma relativa calma no Egito. Mas a organização que está no poder não tem um bom histórico no que diz respeito aos cristãos.

Com os militares no controle e na constituição de lado, muitos estão se perguntando o que vai acontecer nos próximos seis meses. A Constituição deve ser revista, seguido de eleições nacionais.

Para Todd Nettleton da missão, Voz dos Mártires, os militares estão fazendo um bom trabalho até agora, mas eles não têm um histórico muito bom. Ele diz que um cristão egípcio já morreu. "Quando os membros de sua unidade e seu comandante descobriram que ele era cristão, fez sua vida miserável até que ele não resistiu e morreu".

 Embora isso possa ter sido um incidente isolado, Nettleton diz que essa situação ainda é preocupante. Embora a democracia seja uma coisa boa, ela nem sempre beneficia a minoria. "O que acontece em um país que é a regra da maioria? Se houver uma eleição, sabemos que quase 87% das pessoas são muçulmanas. Que as liberdades religiosas serão protegidas, como a maioria começa a votação e começa a tomar decisões?".

"Esperamos que as liberdades sejam protegidas. Esperamos que o povo egípcio comece a escolher suas lideranças. Isso é realmente um trabalho duro, que tem que ser feito pelo povo".

Os cristãos somam 13% da população e a esperança é que eles tenham, pelo menos, um representante no processo político. Todd Nettleton afirma que há um despertar espiritual no Egito. "As pessoas estão vindo para a fé de um fundo islâmico. Há definitivamente um movimento de Deus no país."

veja também