MP pede a retirada das cédulas do real a frase 'Deus seja louvado'

MP pede retirada de frase religiosa de cédula do real

Atualizado: Terça-feira, 14 Fevereiro de 2012 as 2:55

Pedro Antônio de Oliveira, procurador substituto do MPF (Ministério Público Federal) em São Paulo, enviou em dezembro uma representação ao BC (Banco Central) para que deixe de imprimir nas cédulas do real a frase “Deus seja louvado”, de modo a cumprir a laicidade do Estado brasileiro, prevista na Constituição. 

Como resposta, o BC apresentou duas argumentações. 

Primeira: a representação tem um “vício de origem” porque não cabe ao BC tratar desse tipo de questão, mas, sim, ao CMN (Conselho Monetário Nacional), que é o responsável pela emissão de cédulas e moedas do país. 

Segunda: a república brasileira não é antirreligiosa ou anticlerical, o que não impede que as cédulas tenham a referência a Deus, o que, inclusive, se repete na própria Constituição. 

O que não pode, segundo o BC, é que haja nas cédulas menção a uma doutrina religiosa ou a um determinado credo. 

As argumentações do BC são contraditórias entre si porque, se a questão só cabe ao CMN, a instituição não poderia se manifestar favoravelmente à inscrição religiosa no dinheiro. 

Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/02/mp-pede-retirada-das-cedulas-do-real.html#ixzz1mNO0TARy 
Paulopes só permite a cópia deste texto para uso não comercial e com a atribuição do crédito e link. 

veja também