Muçulmanos em Dakar depredam um centro da Igreja Universal

Muçulmanos em Dakar depredam um centro da Igreja Universal

Atualizado: Quinta-feira, 28 Outubro de 2010 as 9:21

As populações do grande bairro de Guediawaye, localizado no subúrbio de Dakar (Senegal), agastadas pelos actos de proselitismo levados a cabo pela Igreja Universal do Reino de Deus, pilharam o centro que servia de lugar de oração e de encontro dos membros desta congregação, segundo informou a APIC (Agência Press Internacional Católica). De acordo com a fonte, a operação da destruição foi uma iniciativa de jovens muçulmanos que acusam esta comunidade evangélica de influenciar negativamente a educação dos seus filhos e da cidade, com o seu mau comportamento.

Numa declaração publicada há dias pelo jornal nacional senegalês "Le Soleil", Modou Mamoune Diouf, porta-voz das populações de Guediawaye, denunciou as práticas da Igreja Universal que, segundo consta, atropelam os princípios morais, recorrendo, por exemplo, ao dinheiro para "converter" os muçulmanos, convencendo-os a aderirem à sua comunidade.

Por seu turno, os líderes da Igreja Universal do Reino de Deus garantiram que vão levar o caso às autoridades competentes. Entretanto, o Ministro de Estado junto do Presidente Abdoulaye, Encarregado dos Assuntos Religiosos, Bamba Ndiaye, condenou energicamente este acto cometido pelos muçulmanos, enquanto a Fraternidade Evangélica do Senegal (FES), que congrega as igrejas protestantes do país, demarcou-se das acusações sobre o proselitismo e de outros fenómenos atribuídos à Igreja Universal do Reino de Deus.  

veja também