Muito mais do que uma minissérie

Muito mais do que uma minissérie

Atualizado: Quinta-feira, 14 Março de 2013 as 11:34

 

josé do egitoNo dia 30 de Janeiro, a transmissora de TV Record, estreou uma série de um personagem bíblico bastante conhecido, José. Minha avó não perde um capítulo sequer. Ela diz que se programa durante o dia para que não venha a ser interrompida durante os episódios.
 
É bem verdade que temos muito a aprender com esse homem em relação à sua fidelidade, honestidade, integridade e humildade. Mas vejamos alguns aspectos importantes na vida de José.
 
Primeiro, José sofreu com a inveja de seus irmãos. Seu pai lhe deu de presente uma bela túnica, o que deixou claro a sua predileção em relação aos irmãos. Ele era o queridinho do papai, isso deixava seus irmãos com inveja e ódio. (Gn 37:4,5 e 8)
 
Segundo, José foi vendido por seus irmãos. O primeiro tráfico humano na história foi a venda de José aos ismaelitas. O primeiro escravo foi vendido dentro da própria família. Eles arquitetaram um plano, encharcaram a túnica de José com sangue de um cabrito e mandaram um recado ao seu pai, mentindo sobre a sua morte. (Gn 37:32).
 
Terceiro, José foi vendido novamente só que desta vez para os egípcios. Lá ele trabalhava como mordomo de um oficial chamado Potifar; pela sua fidelidade a Deus ele sofre mais uma vez. A mulher de Potifar, depois de inúmeras investidas em José, agarra-o, porém ele foge deixando suas vestes na mão dela. José é acusado de assédio sexual. Ele prefere ir para cadeia do que pecar contra Deus e contra o seu patrão. Às vezes sofremos por nossa fidelidade a Deus. Abel foi assassinado por Caim, Saul tentou matar Davi e Potifar mandou José para prisão.
 
Quarto, José foi fiel na adversidade e na prosperidade. José foi traído pelos seus irmãos, vítima de uma calúnia de sua patroa e esquecido pelo copeiro do Faraó na prisão (Gn 40:14,23). Ele foi escravo no Egito durante treze anos (dos 17 aos 30). Como esse jovem sofreu. Foram longos treze anos de espera e humilhação. Mesmo assim foi fiel como filho, como irmão, como mordomo, na cadeia e agora é conduzido ao trono como governador do Egito mantendo-se fiel. A exaltação veio no tempo de Deus!
 
Há mais pessoas que caem com o sucesso do que com a adversidade. Muitos sabem lidar com a crise, mas sucumbem ao sucesso. Os sonhos de José fizeram dele líder em quatro ocasiões especiais: na casa de seu pai, na casa de Potifar, na prisão e no palácio. Cada escalada foi precedida de muitas humilhações e ameaças. Porém José sempre permaneceu fiel, e Deus o fez prosperar grandemente!
 
Em Gn 41:45, após José interpretar um sonho de faraó, este lhe deu a José o nome egípcio de Zafenate-Panéia, que significa salvador do mundo, um verdadeiro tipo de Cristo!
 
Caráter imutável, fidelidade exemplar e integridade inquestionável. Com certeza temos muito que aprender com José. Um verdadeiro exemplo de cristão.
 
Que possamos ser como José, que ao passar por muitas situações em sua vida, soube esperar, confiar e crer que o Senhor estava com ele SEMPRE! Esse é o nosso Deus!
 
 
- Diego Barros
 

veja também