Mulher abandona as drogas após se entregar a Jesus: “Deus me tocou e nunca mais fui a mesma”

Rhonda entrou no mundo dos vícios aos 12 anos, mas foi resgatada quando passou a ler a Bíblia na prisão.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Domingo, 4 Março de 2018 as 11:33

Rhonda havia abandonado seus filhos, mas voltou pra eles quando saiu da prisão. (Foto: Reprodução).
Rhonda havia abandonado seus filhos, mas voltou pra eles quando saiu da prisão. (Foto: Reprodução).

Rhonda tinha 12 anos quando conheceu as drogas. Tudo começou em seu time de futebol. "Eu estava extremamente nervosa, e meu treinador inocentemente disse: ‘Pegue essa pequena pílula, isso fará com que seu estômago se sinta melhor’. Naquela pílula, encontrei paz, encontrei alívio e encontrei confiança”. Era uma meia dose de valium.

Ela também encontrou a dor do divórcio de seus pais e passou a morar na casa de um padrasto violento e alcoólatra. "Ele não podia beber que jogaria nossos móveis pela janela. Sempre me senti rejeitada, mas acho que as drogas me fazia sentir melhor".

No começo, Rhonda roubou o que podia de medicamentos de amigos. Mas depois que sua mãe se divorciou e mudou a família, ela encontrou outras drogas como a cocaína. "Comecei a trocar meu corpo por drogas. Não senti nada. Eu não tinha consciência. Eu poderia dar qualquer coisa em troca de remédios".

Antes de completar 18 anos, ela havia deixado a escola, foi presa por vender drogas várias vezes e passou por um programa de tratamento em um hospital psiquiátrico. Em um ponto, até encontrou esperança em Jesus Cristo. Mas quando sua mãe a abandonou por causa de outro homem, Rhonda rapidamente caiu no vício.

Em determinado momento, alguns amigos cristãos intervieram e decidiram que ela fosse para o Teen Challenge (conhecido no Brasil como Desafio Jovem). Ela passou o próximo ano fazendo as coisas de bem com a vida e com Deus.

"Eu queria terminar o programa e ir para Oklahoma encontrar minha mãe. Fiquei sóbria e vim pronta para servir a Jesus". Ela se casou com o filho do pastor e eles tiveram filhos. Mas seu marido abriu uma porta que Rhonda pensou ter fechado.

Ela explica: "Ele disse para mim: ‘Eu só fumo uma pequena maconha e só tomo algumas pílulas. Você pode fazer algumas coisas comigo e eu prometo a você que eu não deixarei seu vício de drogas ficar fora de controle’. E eu acreditei nisso. Mas a verdade é que eu não aguentei".

Durante esse tempo, ela caiu novamente. "Meth me levou a uma nova jornada para o inferno". O casamento terminou e Rhonda perdeu a custódia de seus filhos. "Meus filhos me amaram. E eu os rejeitei. Uma e outra vez. Minha filha me esperava no Natal e eu não aparecia. Ela me esperou nos aniversários, e não aparecia".

Por 10 anos, Rhonda foi procurada em seis municípios de Oklahoma e em dois estados pela venda de drogas. Durante esse tempo, seus filhos não queriam nada com ela. "Sempre que eu estava sendo presa, meus filhos sentiam como se fosse o fim. Eles me apagaram de sua vida. Eu realmente queria ser essa mãe que eu nunca tive. E eu conheci a rejeição. Eu conhecia o abandono, e eu não queria fazer isso com eles".

Em dezembro de 2000, ela foi encontrada escondida da polícia sob uma pilha de lixo, tremendo do frio. "Eu sabia o que eu precisava, eu precisava de Deus. E eu precisava que Ele me perdoasse". Ela fez um acordo com o advogado do distrito para estar com seus filhos para comemorar o Natal antes de ir para a prisão. Antes de se entregar, tomou uma decisão.

"Minha mãe e meu pai nunca voltaram. Mas pensei: "Eu vou ser diferente, voltarei. Posso ser presa agora, mas voltarei bem para ser mãe e receber meus filhos". Na sentença, Rhonda recebeu 10 anos, mas o juiz adicionou uma condição. Ela deveria ficar em um programa de reabilitação por um ano para sair logo da prisão.

“No programa o Senhor me tocou e eu nunca mais fui a mesma. O amor de Deus me transformou para sempre. Então, ela saiu da prisão e teve de volta a custódia de seus filhos. “Eu confiei em Deus e Ele me deu seu perdão”, finalizou.

veja também