Mulher encontra Jesus quando estava pronta para ir à balada: ‘Não o conhecia como Deus’

A história de Leyicet é contada por Doug Bender, organizador do “I Am Second”, que exorta os cristãos a falarem de Jesus para seus amigos.

Fonte: Guiame, com informações do I Am SecondAtualizado: quinta-feira, 11 de novembro de 2021 16:03
Leyicet vivia para baladas e festas, antes de conhecer Jesus. (Foto: Reprodução / I am Second)
Leyicet vivia para baladas e festas, antes de conhecer Jesus. (Foto: Reprodução / I am Second)

Leyicet adorava festas e baladas, e para se divertir, aos finais de semana, amava frequentar clubes de Miami. Mesmo ela tendo essa disposição para esses lugares, um amigo decidiu convidá-la para ir à igreja, antes de ela sair para o clube em uma noite.

A história de Leyicet é contada por Doug Bender, organizador do I Am Second (Eu Sou o Segundo). Ela diz que a jovem já tinha ouvido o nome “Jesus”, mas nunca soube que “Jesus” era Deus. Na verdade, ela ouvia esse nome quando pessoas o usavam para apimentar seus palavrões.

Como todo mundo nos EUA, Leyicet passava por muitos prédios de igrejas, diz Bender. Ela via pessoas usando símbolos cristãos e ouvia pessoas mencionarem alguém chamado Jesus. Leyicet até tinha amigos que se consideravam seguidores de Jesus. Mas, por alguma razão, mesmo essas pessoas nunca haviam realmente dito a ela quem era esse “Jesus”. O único contexto em que alguém mencionou o nome foi em meio a um palavrão.

“Se você conhecesse Leyicet, talvez pensasse que ela rejeitou Jesus ou decidiu de alguma forma que não queria nada com ele”, diz Bender que também é escritor e treinador de pequenos grupos.

A vida de Leyicet certamente não estava de acordo com o ensino ou o exemplo de Jesus; ela pensava que a vida se resumia a se divertir, conta Bender. Para cumprir isso, ela ia regularmente a festas e boates.

Bender diz que não era uma escolha de Leyicet rejeitar Jesus. Mas as pessoas que o conheciam escolheram rejeitar Jesus por ela. “As pessoas olhavam para Leyicet e, pelo seu estilo de vida, imaginavam: ‘ela não gostaria de saber se eu sigo Jesus’”.

Mas em meio a tantos que conheciam Jesus e não falavam dele para a moça, um amigo, finalmente, convidou Leyicet para uma reunião da igreja. Ela estava vestida e pronta para a balada. Mas aquele dia Leyicet iria encontrar Jesus.

Convite aceito

Quando chegou na igreja, Leyicet ouviu falar sobre um tipo de vida diferente. Ela ouviu sobre esperança e amor, sobre perdão e compaixão.

E na primeira chamada para entregar a vida a Jesus, Leyicet aceitou.

“Com um simples convite e uma simples conversa com um amigo, Leyicet decidiu seguir Jesus”, diz Bender.

“Mas mais importante do que ouvir mais histórias sobre Jesus é lembrar a lição da história de Leyicet: nem todo mundo ouviu”, alerta o pastor.

Encontro com a vida

A partir da ida de Leyicet à igreja, sua história encontra uma nova vida. Essa mudança faz Bender lembrar: “Nem todos os seus amigos sabem sobre a esperança de Jesus. Nem todas as pessoas que você conheceu esta semana ouviram a esperança e a cura que ele trouxe para sua vida e pode trazer para a vida delas. E eles podem nunca saber, a menos que você diga a eles”, diz Bender.

Muitos amigos, conhecidos, colegas de trabalho e colegas de classe de Leyicet ao longo dos anos não conseguiram apresentá-la à esperança de Jesus. Mas ela estava pronta para conhecê-lo. Ela queria a vida e a esperança que Jesus ofereceu. Se apenas um dos seguidores de Jesus as oferecesse em seu nome.

“Acho que isso é verdade para todos nós. Há muitas Leyicet que cada um de nós conhece e que seguiriam Jesus se contássemos a eles”, conclui o pastor.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições