Mulheres da Universal aprendem a usar a fé e vencer os obstáculos

Mulheres da Universal aprendem a usar a fé e vencer os obstáculos

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

Desde dezembro de 2009, a Igreja Univesal do Reino de Deus mantém um grupo chamado Sisterhood, idealizado pela escritora Cristiane Cardozo, composto por mulheres entre 14 e 30 anos, que visa aprimorar as qualidades femininas criadas por Deus em cada uma delas.

No grupo, as jovens recebem ensinamentos divinos, por meio da Bíblia e de livros específicos, e também aprendem a usar a criatividade para cumprir as tarefas determinadas pelas Big Sisters, que são esposas de bispos ou pastores encarregadas de orientar cada integrante.

Entretanto, as organizadoras do Sisterhood precisam adequar as atividades a serem cumpridas à realidade das meninas, pois muitas delas convivem, desde criança, com a pobreza, passando por necessidades e privações dentro de casa.

Recentemente, um exemplo de adaptação aconteceu na África do Sul, quando a Big Sister Márcia Pires determinou uma tarefa de organização do guarda-roupa. Apesar da simplicidade do pedido, Márcia foi surpreendida com a resposta de uma integrante, que disse não poder cumpri-la por não ter o móvel dentro de casa.

Sem deixar de estimular a fé e a organização do ambiente, como solução, a orientadora ensinou as garotas a criarem um armário, usando caixas de papelão e um cabo de vassoura.

Além do armazenador de roupas, as jovens também construíram uma mesa, tendo como suporte latões e pedaços de madeira (foto acima). E apesar da simplicidade dos materiais, o bom gosto para a decoração deu um toque especial de praticidade, requinte e sofisticação aos objetos.

Já na Namíbia, as participantes produziram as próprias roupas para o evento de premiação que acontece a cada final de curso, chamado de "Pledge Night". Elas tiveram aulas de corte e costura, e colocaram em prática o aprendizado, confeccionando saias, blusas e lenços usados no evento, valorizando assim, cada momento vivido durante a festa.

Para a esposa do bispo Celso Junior, Fernanda Bezerra, responsável pelo grupo na Namíbia, não é fácil deparar-se com o dia a dia sofrido de muitas garotas, mas são em situações como as apresentadas acima, que ela procura solucionar os problemas, usando a fé inteligente. "O sentimento de mãe, neste momento é dolorido, o coração fica apertado, mas se tem algo primordial que precisamos passar as nossas meninas é a fé e não a emoção, pois é um prazer trabalhar com jovens que desejam aprender como estar mais próximas de Jesus", finaliza.  

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições