Na economia de Deus, você tem o que dá e perde o que retém

Na economia de Deus, você tem o que dá e perde o que retém

Atualizado: Quinta-feira, 1 Novembro de 2012 as 3:56

 

A economia do homem, não é nada parecida com a economia de Deus.
 
Na economiza divina, o que muito retém não tem vantagem alguma.
 
Em uma breve reflexão, o rev. Hernandes Dias Lopes escreve no Facebok sobre o assunto. Confira:
 
 
"Na economia de Deus, você tem o que dá e perde o que retém. O dinheiro é como uma semente, só se multiplica quando é semeado. A semente que se multiplica não é a que comemos nem a que guardamos, mas a que semeamos. 
 
A semeadura generosa terá uma colheita farta, pois quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais. É o próprio Deus quem multiplica a nossa semente e faz prosperar a nossa sementeira quando abrimos a mão para abençoar. Mãos abertas produzem bolsos cheios.
 
Porém, o contrário também é verdadeiro. Ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda. Vasa entre os dedos. É como receber salário e colocá-lo num saco furado. 
 
Aqueles que acumulam com avareza o que poderia socorrer o aflito, descobrem que esse dinheiro acumulado não pode lhes dar felicidade nem segurança. Aqueles que ajuntaram fortunas e viveram no fausto e no luxo, deixando à míngua o próximo à sua porta, descobrirão que, quando a morte chegar, não poderão levar um centavo. Não há caminhão de mudança em enterro nem gaveta em caixão."
 

veja também