Na presença de Deus, qualquer diferença com meu próximo torna-se insignificante

Na presença de Deus, qualquer diferença com meu próximo torna-se insignificante

Atualizado: Sexta-feira, 11 Janeiro de 2013 as 9:53

 

Leitura Bíblica:
Tiago 2.1-9
 
Deus não trata as pessoas com parcialidade (At 10.34b).
 
Apesar dos esforços para se difundir ideias de igualdade, a tendência humana de julgar os outros por sua aparência, rotulá?los e separá?los em grupos ainda é muito comum.
 
George Orwell escreveu em um de seus livros: “Todos ... são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros”. Não é assim que agimos? Temos nossos “preferidos”. 
 
Interessante é que, ao observarmos a vida de Jesus, percebemos que ele tinha amigos próximos, sim, mas não deixou de dar atenção a todos. Curou ricos e pobres, respondeu a perguntas de amigos e inimigos, tratou da mesma forma escravos e governantes. Ele não demonstrou preferências nem discriminava as pessoas. Não valorizava a aparência, pois conhecia o coração daqueles que o procuravam – e os amava! Sua morte na cruz não aconteceu para aproximar de Deus apenas aqueles que seguiam as leis divinas ou tinham uma vida correta. Ele morreu por todos!
 
O texto de hoje refere?se, em especial, à discriminação de pessoas devido à sua classe social. Nosso mundo é tão egoísta e mesquinho que é comum ver pessoas atravessando a rua para fazer de conta que não viram um mendigo, ou não atendendo a um cliente se ele está mal vestido. 
 
Tiago escreveu sua carta há séculos, e mesmo assim ela é tão atual: “Vocês têm desprezado o pobre”. Agindo assim, explica, deixamos de cumprir o mandamento de amar ao próximo. Esquecemos que para Deus não importa como alguém está vestido ou seu saldo no banco – importa o coração (veja 1Sm 16.7). No texto de hoje aprendemos que uma característica do discípulo de Cristo é não fazer diferença entre as pessoas (v 1). Se quisermos imitar Jesus, temos de tratar todos da mesma forma – como, aliás, esperamos ser tratados.
 
Isso inclui compartilhar o evangelho com todos, dedicar nosso tempo e interesse da mesma maneira a qualquer um e estar dispostos a amar as pessoas, sem preconceitos ou rótulos. – VWR
 

veja também