Não é fácil viver sabendo que existem inimigos escondidos ao seu redor

Não é fácil viver sabendo que existem inimigos escondidos ao seu redor

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 10:39

Quando eu estava na escola secundária, meu tio me convidou, junto com alguns de meus amigos, para ir jantar em sua casa. Para sobremesa, entre outras coisas, havia uma bandeja de figos. Huumm! Figos, tâmaras e uvas passas são minhas frutas secas favoritas. Originalmente elas vêm de países como Israel, Egito, Líbano, Síria, entre outros.

Enquanto comíamos os figos, um dos garotos disse a meu tio: "Estivemos estudando sobre bactérias na escola. Estes figos são doces e pegajosos. Será que poderíamos enxergar alguma bactéria neles se olhássemos com seu microscópio?"

Ora, eu sabia que queijo embolorado, comida azeda e água parada tinham bactérias, mas estava certo de que figos secos não deviam ter nenhuma.

Meu tio disse: "Vamos descobrir". Ele trouxe seu microscópio e o ajustou sobre a mesa. Então, com uma lâmina de barbear, cortou uma fina fatia do lado de fora de um figo. Todos observávamos de perto enquanto ele colocava com cuidado a fatia em uma lâmina de vidro e a escorregava no lugar sob a poderosa lente. Após olhar pelo microscópio por um minuto ou dois, ele disse: "Venham e vejam vocês mesmos."

Quando foi a minha vez de olhar, vi duas ou três coisas que estavam se movendo. "Ugh! Quem imaginava que havia bichos nestes figos", comentei com nojo. Eles pareciam bichos para mim, mas meu tio disse que eram bactérias.

Bactérias são pequeninas formas de vida. Algumas são tão pequenas que 50.000 alinhadas em uma fila mediriam menos de três centímetros. Mesmo assim, elas são muito importantes, e sem elas a vida como a conhecemos não existiria. Elas estão presentes na água e no ar, e uma colher de terra do jardim contém bilhões delas. Elas estão até nos figos ou no hamburger que você come.

Mas para que servem? Uma de suas principais funções é quebrar outras substâncias. As bactérias tiram substâncias químicas desses materiais e as transformam em uma forma que possa ser usada por outros organismos vivos. Por exemplo, os jardineiros costumam fazer "montes de composto" com restos de grama, folhas e lixo de cozinha, ervas daninhas e outros materiais vegetais, às vezes adicionando terra e esterco.

As bactérias atacam esses materiais, e o processo de quebrá-los gera calor. Diferentes tipos de bactérias trabalham nesse material continuamente e, ajudadas pelo calor, transforma a maior parte dele em um humus rico e macio. Quando colocado nas hortas, esse humus ajuda a melhorar a produção.

Outros tipos de bactérias convertem o material em amônia que é assimilada pelas raízes das plantas. Algumas bactérias transformam os materiais em dióxido de carbono, que é disperso no ar para ser usado pelas plantas e árvores. Ainda outras bactérias são usadas para fazer manteiga, queijo, vinagre, iogurte e muitos outros produtos alimentícios.

Você tem muitos bilhões de bactérias dentro de seu corpo. A maior parte das bactérias do corpo são benéficas e necessárias para manter a vida -- uma de suas mais importantes funções está na digestão do alimento. Sem elas boa parte da comida que você come não seria aproveitada por seu corpo.

Mas algumas das bactérias do corpo são nocivas, causando doenças e enfermidades. Algumas bactérias nocivas vivem em seus dentes e outras em sua pele quando não são devidamente limpos. As cáries em seus dentes são causadas por bactérias, e quando você se corta, aquelas que estão em sua pele podem causar infecção ou envenenamento do sangue. E podem matá-lo.

Após o ataque terrorista ao World Trade Center em Nova Iorque, as autoridades esperavam que os terroristas poderiam usar bactérias nocivas como sua próxima arma. Já não era mais uma questão se um grande ataque bioterrorista iria acontecer, mas quando.

Uma bomba nuclear é muito difícil de se produzir, mas armas biológicas não são tão difíceis de se fabricar, principalmente se o terrorista não se importar de poder morrer por estar manuseando bactérias perigosas. O bioterrorismo é peculiar não apenas por sua forma de matar, mas também pela escala de destruição em potencial. Muito mais gente pode ser morta por minúsculos esporos de antraz do que com um carro bomba típico.

Em 1993 o US Office of Technology Assessment (OTA) publicou um relatório sobre armas de destruição em massa, e o antraz é uma delas. Antraz é uma doença de bois e ovelhas causada pela Bacillus Anthracis, e pode também matar seres humanos. A forma pneumônica mata mais de 90 por cento de suas vítimas, se não forem tratadas.

Apenas cem quilos de esporos de antraz poderiam matar a população de toda uma cidade em um único ataque. O governo, o exército ou os procedimentos normais não pode fazer muito para evitar isto. Trata-se de um inimigo oculto que não usa exércitos, bombas ou armas convencionais.

Um avião pequeno voando sobre uma grande cidade, levando esporos de antraz e equipado com um pulverizador agrícola, poderia soltar uma dose fatal que mataria milhões. Esporos de antraz deixados nos túneis de um sistema de trens subterrâneos, onde o vento criado pelos trens em movimento poderia secá-los e soprá-los para todos os lados, poderia também matar milhares.

Embora o governo dos EUA tenham planos adequados de tratar com inundações, terremotos, ou um carro bomba, não existe uma infraestrutura de atendimento de saúde pública para tratar das conseqüências médicas do bioterrorismo.

Os esporos de antraz se multiplicam, e então se espalham pelos tecidos, liberando toxinas no processo. Os primeiros sintomas do antraz se assemelham aos da gripe: dores de cabeça, febres, músculos doloridos e tosse. A infecção causada por inalação do antraz pode começar como um resfriado comum antes que apareçam sintomas agudos como graves problemas respiratórios e choque.

A infecção causada pelo consumo de alimento contaminado é caracterizada por inflamação do aparelho intestinal, levando a vômitos de sangue e diarréia crônica. Os antibióticos podem curar os pacientes nos primeiros estágios da doença. Sem antibióticos, a morte causada por hemorragia, insuficiência respiratória ou choque por toxinas acontece em poucos dias.

Não é fácil viver sabendo que existem inimigos escondidos ao seu redor. Terroristas são pessoas como outras quaisquer morando na vizinhança. Você nunca sabe quem eles são ou o que irão fazer. Eles podem até parecer simpáticos respeitáveis.

Mas existe um inimigo que é mais perigoso que Osama bin Laden ou qualquer outro terrorista. Estou falando de Satanás, que nos causa grandes danos. A Bíblia nos diz que ele "anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar." (1 Pedro 5:8). Por ser um inimigo espiritual, você precisa contar com um aconselhamento espiritual para saber onde ele está e como ele age.

Além desse inimigo que está do lado de fora, existe um inimigo que está dentro. Antraz é invisível sem um bom microscópio. Assim é este outro inimigo. Pior que um terrorista e ainda mais perigoso que o antraz. Estou falando do pecado. E não podemos ver como ele age, sem um tipo diferente de microscópio, um microscópio espiritual.

"Então, o que foi que o microscópio fez?", perguntou meu tio. Todos nós sabíamos que ele não havia feito nada além de abrir nossos olhos para que pudéssemos ver a verdadeira condição dos figos.

"Ei! É melhor saber a verdade do que ser enganado", disse ele. "Mas pela expressão de seus rostos, acho que vocês preferiam não conhecer a verdade para continuar saboreando os figos!"

Nunca vou me esquecer daquela noite com meu tio, e às vezes penso na Bíblia como um tipo de microscópio para nós, pois ela nos mostra a verdade sobre todas as coisas. Ela expõe a verdadeira condição de nossos corações e a verdadeira condição do mundo em que vivemos. Um mundo onde a morte sempre nos cerca.

Uma das coisas que a Bíblia diz a nosso respeito é que por natureza nosso coração é "enganoso..., mais do que todas as coisas, e perverso." (Jeremias 17:9). E a questão é que isto é verdadeiro para o coração do terrorista, e é verdadeiro também para o seu coração e o meu!

Depois ela nos mostra o outro lado da verdade. "O sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado." (1 João 1:7). 

Se você crê em ambos os aspectos da verdade que Deus nos falou nestes versículos e sinceramente recebe isto em seu coração, você será purificado de todos os seus pecados. Isto torna você pronto para estar na presença de Deus no céu, pela fé no Senhor Jesus Cristo, e no Seu sangue precioso derramado na cruz.

Você já permitiu que o microscópio de Deus expusesse o que verdadeiramente existe em seu coração? "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" Jeremias 17:9-10

veja também