Não é o ambiente que faz você; é você quem faz o ambiente

Não é o ambiente que faz você; é você quem faz o ambiente

Atualizado: Quinta-feira, 25 Outubro de 2012 as 8:50

 

Ser influenciado ou influenciar. Opções e comportamentos opostos.
 
Hernandes Dias Lopes, reverendo presbiteriano, discorda do que disse John Locke sobre o homem ser produto do meio. Para ele, o homem tem a capacidade de transformar o meio em que vive.
 
Em um texto no Facebook, Hernandes desenvolve melhor o assunto:
 
 
"Josué foi um dos espias de Israel que avistou a terra prometida e confiou que Deus as entregaria em suas mãos. Dentre aquela vasta multidão que saiu do Egito, apenas Josué e Calebe entraram na terra da promessa. 
 
Josué foi o sucessor de Moisés e foi ele quem teve o privilégio de introduzir o povo na terra prometida. 
 
Aquela terra era habitada por povos pagãos, que adoravam a muitos deuses. Esses deuses eram uma ameaça para Israel. 
 
Nesse momento Josué disse ao povo: Escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais...ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e minha casa serviremos ao SENHOR. 
 
Não é o ambiente que faz você; é você quem faz o ambiente. Josué tomou a decisão de servir a Deus com sua família num reduto politeísta. Você também pode servir a Deus ainda que em sua escola seja o único aluno cristão; mesmo que em sua empresa você seja a única pessoa temente a Deus. 
 
Você não precisa conformar-se ao ambiente à sua volta; você pode transformá-lo! John Locke estava equivocado quando disse que o homem é produto do meio. O povo de Deus é sal da terra e luz do mundo. Em vez de ser influenciado, é influenciador!"
 
 

veja também