“Não tenho medo da morte”, diz filha de Billy Graham após iniciar quimioterapia

Anne Graham Lotz afirma que apesar da doença, está em constante estado de paz, alegria e expectativa de bênçãos.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 19 Outubro de 2018 as 3:42

Anne Graham Lotz enfrentará 18 semanas de quimioterapia. (Foto: Reprodução)
Anne Graham Lotz enfrentará 18 semanas de quimioterapia. (Foto: Reprodução)

A evangelista Anne Graham Lotz disse que não tem "medo da morte" diante do câncer de mama, diagnosticado em agosto. "Minha jornada contra o câncer continua e agora eu começo a quimioterapia. Meu coração sofre pela multidão de pessoas que também lidam com essa doença mortal", escreveu ela em seu site.

“No entanto, eu estou louvando a Deus por Seu poder de me guardar e pelas orações de todos vocês. Eu sei que estão me sustentando. Estou em constante estado de paz, alegria e expectativa de bênçãos ao longo dessa jornada”, pontuou.

"Me disseram que meu prognóstico é excelente. Mas, para ser honesta, mesmo que não seja, posso dizer sinceramente que não tenho medo da morte. Absolutamente nenhum", acrescentou.

“Minha perspectiva é a mesma do apóstolo Paulo quando ele declarou: 'Para mim, viver é Cristo e o morrer é ganho'”, disse ela se referindo a Filipenses 1:21.

“Meu cunhado, Dr. Denton Lotz, revelou que havia sido diagnosticado com câncer de pâncreas, ao mesmo tempo em que fui diagnosticada com câncer de mama. Estamos em uma situação vantajosa", colocou.

Como inspiração para seu estado de espírito, ela compartilhou Hebreus 2: 14–15, que também fala sobre não temer a morte.

Lotz foi diagnosticada com câncer de mama em agosto e foi submetida a uma cirurgia em 18 de setembro, que inicialmente "correu bem". No final de setembro, ela revelou que houve algumas complicações.

"Ontem fiz meu check-up de uma semana após a cirurgia de câncer de mama. Embora existam alguns problemas esperados, o médico acredita que todos parecem estar se recuperando bem, pelo que eu louvo a Deus. O cirurgião então revelou, com compaixão em seus olhos, que ele tinha o relatório da patologia", disse em uma nota anterior.

"Quando ela analisou os números, ficou evidente que os resultados não eram o que eu havia orado. Um traço de câncer foi encontrado nos gânglios linfáticos, o que altera significativamente o tratamento de acompanhamento", acrescentou.

A filha do falecido evangelista Billy Graham disse a amigos e apoiadores que ela enfrentará 18 semanas de quimioterapia, além de tratamentos adicionais no próximo ano.

veja também