“Nem mesmo Deus vai ajudar algumas pessoas”, diz Joyce Meyer sobre a maldade no mundo

A evangelista aconselhou sobre como os cristãos devem reagir à maldade que há no mundo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sábado, 24 Fevereiro de 2018 as 10:38

Joyce Meyer disse que ninguém pode resolver os problemas do mundo sozinho. (Foto: Reprodução).
Joyce Meyer disse que ninguém pode resolver os problemas do mundo sozinho. (Foto: Reprodução).

Se pararmos para observar como vai o mundo, podemos nos deparar com muitas dores e tristezas. O que devemos fazer diante dessa situação? Será que podemos ajudar a curar todas as mazelas da terra? É o que Joyce Meyer responde em um vídeo publicado em sua conta oficial no Facebook.

Ela respondeu uma internauta chamada Stephania, que perguntou: "Como eu posso lidar com todas as feridas do mundo? Não consigo encontrar a paz em minha mente sobre todas aquelas pessoas que não consigo alcançar".

Joyce Meyer, que ajuda a realizar programas de apoio na África e em outras partes do mundo, disse que precisou compreender que ela não era a salvadora do mundo. "É ótimo ter esse tipo de compaixão em seu coração", ela disse sobre ajudar os outros, mas apontou que ninguém pode resolver os problemas do mundo sozinho.

"Eu tive que lidar com isso. Eu quero resolver todos os problemas do planeta", disse ela, observando que só Deus pode salvar o mundo de seus problemas. A autora advertiu, no entanto, que até Deus "vai respeitar o livre arbítrio das pessoas. Se uma pessoa não deixa Deus entrar em sua vida, nem mesmo Ele fará algo por ela. Então certamente não podemos também".

Ela continuou: "A Bíblia diz no Salmo 37 que não devemos nos preocupar com a maldade do mundo. Então, sim, há coisas terríveis acontecendo, há muitas pessoas que estão perdidas e estão sem Cristo, mas em vez de se concentrar nisso, vamos nos concentrar no bem e ajudar o máximo de pessoas que pudermos, sem ficar se deprimido sobre os que não podemos ajudar".

A evangelista concluiu afirmando que as pessoas podem escolher entre concentrar-se demais na "perversidade do mundo", ou orar e fazer o que podem sobre isso, mas concentrando-se em Deus e no bem.

Confira o vídeo (em inglês):

veja também