Nilton Câmara está entre os finalistas do Prêmio Sentidos

Nilton Câmara está entre os finalistas do Prêmio Sentidos

Atualizado: Sexta-feira, 12 Março de 2010 as 12

Grandes histórias de superação e iniciativas que fomentam a inclusão social de pessoas com deficiência vão abrilhantar a cerimônia de premiação que acontecerá no dia 30 de março em São Paulo.

O III Prêmio Sentidos chega a sua reta final. Dos 787 trabalhos inscritos nas seis categorias criadas, restam agora 18. Os três finalistas de cada uma delas foram escolhidos pela comissão julgadora, pelo conjunto de suas conquistas, obras e realizações. Agora resta o último passo. A cerimônia de premiação, em que serão divulgados os nomes dos grandes vencedores. E isso vai acontecer no dia 30 de março de 2010, no Memorial da America Latina, onde está localizada a Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Nilton Câmara  representará o Estado do Ceará, bem como, a Comunidade Surda e as pessoas com deficiência. O tradutor é um dos três finalistas na Categoria Artes, com o seu trabalho de inclusão social de pessoas com deficiência através da Música em LIBRAS desenvolvido, também,  com o Grupo de Dança Surdos Videira.

O Prêmio Sentidos tem o objetivo de divulgar e reconhecer as histórias de superação de pessoas com deficiência e mostrar as realizações em prol da inclusão social e econômica desenvolvidas por instituições do terceiro setor, empresas e poder público. O Prêmio é uma iniciativa da Revista e Site Sentidos, AVAPE, FENAVAPE, Instituto Ressoar, Rede Record de Rádio e Televisão, e com o apoio da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Editora Escala, Flow Design, Áurea Editora, Net Cidade e Trama Comunicações.

NILTON CÂMARA DE OLIVEIRA

Deficiência: Auditiva

Cidade/Estado: Fortaleza/CE

Sua história: É intérprete de LIBRAS e há 12 anos trabalha junto à Comunidade Surda. Idealizou o Grupo de Dança Surdos Videira que mostra que a inclusão é possível através de atividades culturais quando dão voz e vez ao surdo para mostrar o seu potencial. Além de aprenderem em Língua Portuguesa a letra da música, os surdos são levados a sentir a canção e perceber os ritmos, por meio das sensações passadas pela expressão facial e corporal. Os ensaios são constantes até chegar ao nível desejado. Os integrantes surdos tem vivenciado melhorias pessoais, escolares e familiares. O grupo também incluiu cadeirantes nas apresentações.

veja também