No Irã cristãos são libertados da prisão

No Irã cristãos são libertados da prisão

Atualizado: Segunda-feira, 21 Fevereiro de 2011 as 8:28

Segundo fontes, muitos cristãos detidos na onda de prisões no Irã iniciada em dezembro de 2010 já foram libertados sob fiança. Dentre eles, seis que haviam sido detidos em Teerã e quatro que tinham sido detidos em Isfahan, incluindo o pastor Leonard Keshishian da Igreja Assembleia de Deus.

Segundo os cristãos, eles foram obrigados a passar longos períodos em confinamento solitário e além de serem submetido a longos interrogatórios.

Também houve a libertação do pastor Behrouz Sadegh-Khandjani, detido em Shiraz em 16 de junho de 2010. Ele foi solto sob fiança dia 15 de fevereiro, após uma audiência no dia 06 do mesmo mês.

O juiz ouviu ainda outros quatro cristãos ex-muçulmanos acusados de atividade anti-Estado. Nenhum veredicto foi dado e uma nova audiência está prevista para abril. Desses quatro ex-muçulmanos, dois haviam sido detidos juntamente com o pastor Behrouz, em janeiro de 2010. Os outros foram presos em fevereiro de 2010, mas libertados sob fiança.

Mais de 30 cristãos, a maioria de origem muçulmana, ainda estão detidos em diferentes cidades incluindo a Teerã, Mashhad, Karaj, Shiraz, Ahvaz, Rasht, Hamedan e Arak.

O recurso pedido pelo pastor Yousef Nadarkhani ao Supremo Tribunal após a sua condenação à morte por apostasia ainda continua sem notícias.

veja também