Nordeste celebra distribuição de dois milhões de livros missionários

Nordeste celebra distribuição de dois milhões de livros missionários

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 11:19

O missionário voluntário Alto Miranda Rodrigues Coelho conduz uma bicicleta trazendo à frente seu filho e no assento do carona

Missionários voluntários fazem a diferença na entrega de livros no Nordeste uma caixa com pouco mais de 100 livros Ainda Existe Esperança. Durante toda a manhã de sábado, 11 de dezembro, ele e sua equipe mostraram-se incansáveis em abordar as pessoas para distribuir a obra do pastor argentino Enrique Chaij, que servirá como livro missionário para toda a América do Sul. “Hoje já distribuí mais de 800 livros, e quero chegar a 900 até o fim da manhã”, disse Coelho. Foi esse espírito de determinação e paixão em falar sobre Jesus para as pessoas que marcou a distribuição de cerca de 2 milhões de livros missionários em todo o Nordeste.  

Em Juazeiro, BA, todo o staff de pastores da União Nordeste Brasileira, sede administrativa para a região, esteve nas igrejas da cidade para ajudar os fiéis na distribuição de livros. Às 8h30, os templos já estavam cheios de voluntários para essa tarefa. Depois de uma rápida programação, por volta de 9h30, os evangelistas começaram a sair às ruas. O que aconteceu a partir daí entra para a história de cada um deles.

“Fiquei impressionada quando um policial militar recebeu o livro e pediu mais para distribuir na corporação”, declarou Laís Pilleti, uma jovem gaúcha que há oito anos mora em Petrolina, PE, cidade vizinha também contagiada pela campanha. Foi a primeira vez que ela participou de uma mobilização para distribuição de livros missionários. A receptividade com que a publicação era recebida também impressionou o estudante Emerson Miranda Souza, de Juazeiro. “Entreguei um livro em uma casa e o homem mostrou para a esposa, satisfeito”, disse. Vários motoqueiros que participavam de um encontro foram abordados. Artistas que faziam shows na cidade, como Paula Toller, da banda Kid Abelha, e Fábio Júnior, receberam os exemplares no hotel onde estavam hospedados.

Na cidade baiana, foi impressionante a participação da juventude. “Estou muito feliz em fazer parte desse projeto”, declarou a estudante Bianca Tomás Novaes, 16 anos. Ela saiu às ruas e viu a satisfação de pessoas como a comerciante Maria das Dores da Silva, que recebeu o presente enquanto arrumava sua loja. “É uma alegria receber esse livro, agradeço”, disse. Para Bianca, era só o começo da distribuição. “Existem muitas pessoas dessa cidade que eu conheço e que precisam ouvir sobre Jesus; vou entregar o livro para todas elas”, afirmou.

Se em Juazeiro a mobilização chegou a quase todas as casas, graças a uma operação tática organizada pelos pastores e líderes do município, em Petrolina os jovens tomaram conta dos semáforos e dos principais pontos da cidade. Os voluntários abordavam os carros e se surpreendiam com a maneira amistosa com que eram recebidos. “As pessoas se impressionam quando sabem que o livro é de graça, é um presente”, disse o estudante Murilo Moraes. Em um ônibus, passageiros estendiam a mão pela janela para receber o livro para si e para conhecidos.

Ao final do sábado, houve uma concentração de agradecimento pela entrega dos livros em um estádio de futebol de Juazeiro. Na ocasião, pastores e fiéis conseguiram trocar experiências e saber do envolvimento em outros lugares da região, a exemplo de Salvador, que distribuiu 200 mil exemplares, e Aracaju, SE, que levou 170 mil livros para as ruas. “Cada um desses livros agora será lido pela esposa, marido, filho, pai, mãe. É inimaginável o alcance do poder de Deus a partir dessa ação”, disse o pastor Geovani Queiroz, presidente da Igreja Adventista para o Nordeste. Para o diretor financeiro da Igreja na mesma região, pastor Ivo Vasconcelos, ficou o sentimento de dever cumprido. “É o Nordeste empenhado em distribuir dois milhões de livros, e que Deus seja louvado por isso”, preconizou.

veja também