Nordeste quer ampliar rede de vendedores de livros e revistas adventistas

Nordeste quer ampliar rede de vendedores de livros e revistas adventistas

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 9:55

As transformações sociais e econômicas produzidas no Brasil trazem oportunidades inéditas de negócios para o mercado de venda direta, como é conhecido o comércio realizado de porta em porta.  

Em todo o país, existem 2,5 milhões de revendedores de produtos variados, gerando a venda de quase 2 bilhões de itens - desde cosméticos, passando por utensílios domésticos e livros. De olho nesse mercado, representantes  para o Nordeste de vendas de livros e revistas produzidos pela Casa Publicadora Brasileira estão reunidos, de 17 a 19 de outubro, em Gravatá, PE, para avaliar os resultados deste ano e definir o planejamento para 2011.

Gerentes, vendedores, assistentes de vendas, administradores, secretários e líderes do setor participam do encontro. Destaque para a presença de Howard Faigao, líder mundial do Ministério de Publicações da Igreja Adventista. Ele cuidou da motivação espiritual e trouxe o tema “Levando esperança a cada lar”, que vai mobilizar vendedores de livros e revistas adventistas em todo o mundo durante os próximos cinco anos. “São esses os ecos do tema utilizado pela Igreja na Assembléia Geral de Atlanta, ‘Proclamando sua Graça’”, disse Faigao, referindo-se ao encontro mundial dos adventistas, ocorrido em junho. “Nós proclamamos essa graça por meio da página impressa”, concluiu.

Lideres sul-americanos também movimentaram o encontro. O pastor Almir Marroni, diretor de Publicações para a América do Sul, orientou os participantes a estarem atentos para a importância do chamado nesse tipo de missão.  Ele também falou sobre fundos de promoção, a campanha do livro missionário e sobre as finanças do Serviço Educacional Lar e Saúde (Sels) base para a venda desse tipo de literatura. O pastor João Vicente, diretor de marketing e vendas da Casa Publicadora Brasileira, apresentou novidades e avaliou relatórios de vendas em livros e revistas das várias regiões brasileiras.

Para o pastor Paulo Pinheiro, líder de Publicações para o nordeste, o concílio permite lançar luz sobre alguns desafios, orientando esforços para cumprir metas. Segundo ele, um dos principais desafios do Nordeste é ampliar o número de colportores, como são conhecidos os vendedores de literatura adventista. Essa é uma meta que mereceu atenção especial do evento, com discussões importantes sobre planos de benefícios e também campanhas de incentivo para o vendedor. A partir das resoluções, haverá uma ação de recrutamento, o “Dia R”, segundo o pastor Pinheiro.

“Queremos selecionar esses colportores nas igrejas”, disse o líder. No Nordeste, existem 975 igrejas organizadas. Apesar disso, a região conta com pouco mais de 400 vendedores de livros e revistas. “O nosso objetivo é fazer com que exista pelo menos um colportor por igreja”, disse Paulo Pinheiro, sugerindo que em 2011 o número de representantes de vendas na colportagem será de pelo menos 975 pessoas.

veja também