Nos EUA, entidades cristãs negam adoção de crianças a casais gays

Nos EUA, entidades cristãs negam adoção de crianças a casais gays

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 11:40

O Estado de Illinois (EUA) rompeu o convênio que tinha com quatro entidades católicas de adoção de criança porque elas se negam a aceitar casais gays como pais. Elas deixaram de receber subsídios.

A decisão é consequência de lei que entrou em vigor no dia 1º de julho estabelecendo igualdade de direitos aos casais de homossexuais  em relação aos de heterossexuais, o que inclui a adoção.

Uma dessas entidades, a Catholic Charities, recorreu à Justiça com o pedido de liminar contra a medida do governo. O juiz do condado de Sangamon informou que vai ouvir as partes para emitir uma sentença até o final de agosto.

Na avaliação de setores da Igreja Católica, o que está ocorrendo em Illinois é uma perseguição às entidades religiosas com o objetivo de alijá-las do sistema de adoção, a exemplo do que tem havido no Reino Unido desde o ano passado.

A defesa do governo é de que apenas cumpre o que manda a lei.

Além de Illinois, os Estados de Califórnia, Nevada, New Jersey, Oregon e Washington adotam lei que garante aos homossexuais o direito à adoção.

Com informação das agências.

veja também