Nova geração é mais aberta à fé do que as mais velhas, diz pesquisa

Segundo uma pesquisa feita no Reino Unido, mais da metade das pessoas entre 18 e 24 anos tiveram uma experiência positiva com o cristianismo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Segunda-feira, 16 Julho de 2018 as 12:20

Nova geração é mais aberta à fé do que as mais velhas, diz pesquisa. (Foto: Reprodução)
Nova geração é mais aberta à fé do que as mais velhas, diz pesquisa. (Foto: Reprodução)

A geração Z é mais aberta a Deus do que as gerações mais velhas, de acordo com uma pesquisa da ComRes realizada no Reino Unido.

Mais da metade das pessoas entre 18 e 24 anos afirmam ter tido uma experiência positiva com o cristianismo, 62% se sentem à vontade para discutir suas crenças religiosas com as pessoas no trabalho e 33% frequentam os cultos da igreja.

Adultos entre 25 e 34 anos são mais propensos a dizer que frequentam a igreja (11%), em comparação com 10% das pessoas acima de 65 anos.

A pesquisa constatou que apenas 10% dos jovens concordam com a frase "a religião traz uma influência negativa na sociedade" e 44% tiveram uma experiência positiva com os cristãos e o cristianismo.

Enquanto isso, metade dos adultos britânicos (51%) discorda que os cristãos são uma força negativa na sociedade.

A pesquisa foi divulgada no mesmo período do lançamento do livro Faitheism, escrito pelo Dr. Krish Kandiah, que explora como a cooperação mútua entre cristãos e ateus é possível.

"Há oportunidades reais para pensarmos positiva e criativamente sobre o engajamento dessa nova geração", disse ele ao Christian Today. "Estou tentando mudar o debate e mostrar como podemos construir um terreno comum".

veja também