Novo templo reafirma expansão adventista em São Paulo

Novo templo reafirma expansão adventista em São Paulo

Atualizado: Quarta-feira, 30 Março de 2011 as 11:03

Na sexta-feira, dia 25, os líderes do templo central da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em Campinas, estiveram reunidos para fundarem a igreja adventista do Castelo. A nova congregação vai ter o nome do importante bairro da cidade. Campinas tem mais de 1 milhão de habitantes e 35 congregações adventistas.

Na reunião,  o pastor da Igreja Central, Gilmar Batistoti, disse que o sonho dele e dos lideres é fundar uma igreja por ano, até 2013.  O evento foi realizado no auditório do Apac (Associação Paulista Central), sede administrativa da Igreja para a região central do Estado de São Paulo. Antes do pronunciamento e das orientações do pastor Batistoti, o pastor Emmanuel Guimarães, secretário da Apac e especialista em crescimento de igreja, apresentou um seminário sobre os motivos para a criação de novas congregações. O presidente da Apac, pastor Oliveiros Ferreira, falou sobre a expectativa para o surgimento de um templo naquela localidade. "É um sonho de quem já vive aqui há alguns anos”, disse. O presidente garantiu o apoio da Apac e de sua família para o projeto da nova igreja.

O engenheiro Fernando Pimenta foi um dos líderes da nova congregação que se pronunciaram durante o evento. Ele desafiou a Igreja a ser cada vez mais ousada. “Temos que nos mostrar mais. Nossos administradores têm em seu DNA a vontade de apoiar a construção de igrejas”, enfatizou. Já o empresário Eduardo Marques declarou apoio e pleiteou mais uma igreja para Campinas. Seria para o bairro Jardim Aurélia, onde já existe um grupo de 20 pessoas estudando a mensagem da Segunda Vinda de Jesus.

Também ficou definido que na próxima reunião, será marcada uma data para o início das atividades da Igreja do Castelo. A congregação vai se reunir num imóvel da Rua Espanha. A casa será adaptada, nos próximos dias.

veja também