“O aborto é um eufemismo para o assassinato”, diz ator de Deus Não Está Morto

Kevin Sorbo afirmou que o aborto tem sido levantado como um direito da mulher, mas que na verdade é a morte de inocentes.

fonte: Guiame, com informações do Christian Headlines

Atualizado: Quinta-feira, 25 Janeiro de 2018 as 2:22

Kevin Sorbo tem usado sua audiência para fazer frente contra a prática do aborto, em Hollywood. (Foto: Reprodução).
Kevin Sorbo tem usado sua audiência para fazer frente contra a prática do aborto, em Hollywood. (Foto: Reprodução).

O ator cristão e conservador Kevin Sorbo tem usado sua audiência para fazer frente contra a prática do aborto, em Hollywood. Recentemente, ele falou contra o ato e a Planned Parenthood. De acordo com a LifeNews.com, Sorbo, juntamente com sua esposa, Sam, escreveu um artigo publicado pela CNSNews.

No texto, ele conta a verdadeira história de uma mulher que planejava fazer um aborto, mas, através do conselho de um amigo, decidiu manter seu bebê. "Os humanistas fizeram com que a palavra aborto soasse como o direito de uma mulher, sinônimo de cuidados de saúde, capacitação das mulheres, representando as questões das mulheres, uma escolha, uma solução. Mas, isso não é a verdade", escreveu Sorbo.

"A verdade é que o aborto é o término da vida", continuou ele. "É apenas um eufemismo para o assassinato porque a única forma de obter um aborto é evitar o nascimento humano", ressaltou.

Sorbo também comparou a diferença de atitudes como a da Planned Parenthood, em relação à vida humana. Ele citou a preservação de ovos de tartaruga marinha como exemplo.

"Em alguns casos, perturbar o ninho de uma tartaruga marinha e roubar seus ovos é um crime punível com prisão de anos e multas enormes, mas temos toda uma indústria nesta nação devotada ao assassinato de seres humanos que estão por nascer", colocou.

"Apenas um século após a nossa grave e dispendiosa guerra contra a escravidão, contra a privação de alguns seres humanos de sua dignidade baseados apenas na cor da pele, codificamos o direito do cidadão de matar sua progênie, com base apenas no tamanho e localização, enquanto involuntariamente se privando do amor que é puro e duradouro. Esta é a definição do mal, pura e simples", finalizou.

veja também