O auxílio não deveria ser encarado como uma 'obrigação cristã'

O auxílio não deveria ser encarado como uma 'obrigação cristã'

Atualizado: Quinta-feira, 6 Dezembro de 2012 as 4:07

 

Leitura Bíblica
1 Timóteo 5.3-16
 
A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo (Tg 1.27).
 
É comum ouvirmos falar de idosos abandonados em asilos, sem receber sequer uma visita ou um telefonema de seus parentes. Não é o que esperamos para o fim da nossa vida, não é verdade? Será que isso poderia acontecer com cristãos?
 
Não deveria! Lemos hoje instruções sobre o cuidado que a igreja deveria ter com as viúvas. Na cultura da época, as mulheres raramente tinham renda própria e seu sustento vinha do marido ou dos filhos. Uma mulher sem filhos que perdesse o marido ficava em apuros (veja o caso de Noemi no livro de Rute). Nessa situação de total desamparo, as viúvas clamavam a Deus. Ele respondia enviando ajuda, por meio de seus filhos. Na igreja de Cristo, elas receberiam consolo e sustento. E hoje, as igrejas têm feito sua parte? Ou nos contentamos em enviar ofertas para casas de apoio? O que os cristãos estão fazendo para demonstrar o amor de Deus a pessoas necessitadas?
 
Mas nem todas as viúvas deveriam receber ajuda da igreja. Se tiverem parentes, a responsabilidade é primeiro deles. Acolher os familiares necessitados é uma forma de reconhecimento e gratidão por aquilo que fizeram no passado. Ignorar sua situação, por egoísmo, é negar a fé e tornar-se pior que uma pessoa sem Deus. Porém, o auxílio não deveria ser encarado como uma “obrigação cristã”, mas como forma de gratidão a Deus (v 4).
 
Sobrecarregar a igreja quando se tem condições de ajudar é demonstrar que os valores do mundo sem Deus tomaram conta da vida da pessoa, que já não considera mais o que é importante para Deus. Os familiares deveriam colocar sua religião em prática – o que remete ao versículo em destaque. Tiago amplia a responsabilidade, que é de todos. Deus não deixa as viúvas, os órfãos ou qualquer pessoa necessitada desamparados. Ele nos dá o privilégio de ajudá-los. - VWR
 

veja também