O inimigo luta contra os mais fracos

O inimigo luta contra os mais fracos

Atualizado: Sexta-feira, 1 Março de 2013 as 12:35

 

oraçãoLeitura Bíblica: 1 Pedro 5.8-11
 
Submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês (Tg 4.7).
 
O maior adversário do cristão é o diabo, conhecido também como Satanás. Muitos dizem que ele não existe, mas isso é um engano: ele é um ser real, que tem agido muito ao longo dos séculos. Além de ser mentiroso, astuto e sedutor, tem-se apresentado àqueles que não conhecem a Palavra de Deus como alguém bondoso, com muitos conhecimentos, educado, atraente, e falando com eloquência. Jesus um dia disse: “Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores” (Mt 7.15). Isso significa que nem todos os que falam em nome de Deus foram enviados por ele.
 
O apóstolo Paulo nos alertou dizendo que o fato de existirem falsos apóstolos de Cristo “não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz” (2Co 11.13-15). Ele tem poder para confundir as pessoas; infelizmente está enganando muitos e liderando um batalhão de espíritos malignos.
 
No texto de hoje Pedro dá alguns conselhos à igreja e usa uma figura de linguagem forte com o propósito de ficarmos vigilantes, dizendo que o diabo está ao nosso redor e ruge como um leão faminto. É um alerta de ele querer dominar tudo e todos. Pedro nos aconselha a vigiar – é bom lembrar que ele mesmo teve más experiências com a falta desse cuidado quando andava com Jesus.
 
Satanás não luta contra Deus, pois sabe que não tem condições de vencê-lo – além disso, seu fim já foi decretado (Ap 20.10). Então direciona seus ataques às pessoas. Ele é astuto e sabe que pode vencer os mais fracos. Por isso temos de praticar diariamente o versículo em destaque, confiando no Senhor e recebendo dele a força para resistir a Satanás. Mas, se ainda assim dermos ouvidos ao discurso enganoso do inimigo e praticarmos o que desagrada a Deus, poderemos arrepender--nos de nosso erro e pedir perdão ao Pai, retomando nosso relacionamento com ele. – ETS
 

veja também