O juízo de Deus e o dos homens

O juízo de Deus e o dos homens

Atualizado: Terça-feira, 2 Julho de 2013 as 9:43

juradosUma mulher adúltera foi jogada aos pés de Jesus. Escribas e fariseus queriam apanhá-lo num ato falho e a usaram. Evocaram a lei para pedir seu apedrejamento. Queriam que ela fosse apedrejada por ordem de Jesus. Mas, ele disse: “Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra”. A mulher estava condenada no tribunal dos homens, mas foi perdoada no tribunal de Deus. Jesus lhe ordenou: “Vai e não peques mais”. O juízo dos homens é mais severo do que o de Deus.
 
No tribunal humano os inocentes são condenados; no tribunal divino os culpados encontram perdão. No tribunal dos homens a lei é usada para matar; no tribunal de Deus a misericórdia é usada para salvar. No tribunal dos homens os fariseus se escondem atrás da religião para destilar veneno contra Jesus; no tribunal de Deus a culpa dos arrependidos é removida. No tribunal dos homens os mais fracos são tripudiados; no tribunal de Deus os que se humilham são restaurados com misericórdia.
 
“[...] Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno;
vai e não peques mais. ” Jo 8.11
 
 
- Hernandes Dias Lopes
Via Cada Dia

veja também