O Pastor pacificador

O Pastor pacificador

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 11:27

Todo pastor enfrenta conflitos na igreja. Por isso, Alfred Poirier faz aos pastores este lembrete amoroso: podemos correr dos conflitos, mas não podemos evitá-los. Jesus foi o exemplo vivo do Pacificador encarnado, e nas Escrituras encontramos claramente um chamado aos pastores para que sejam ministros da reconciliação. Assim, a questão não é se o pastor deve ou não ser um mediador, mas sim que tipo de mediador ele será.

Nesta obra, explorando de forma aprofundada uma teologia da reconciliação, o autor acrescenta lições extraídas de sua experiência pessoal e fornece passos práticos para uma mediação eficaz. Com esse guia completo nas mãos, você poderá abraçar a pacificação com confiança, como uma forma de glorificar a Deus por meio do poder de superação do evangelho. E com isso será abençoado, como prometeu Jesus a todos os pacificadores. “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” (Mt 5.9).

veja também