O perdão não confessado traz peso, tristeza e até doença

O perdão não confessado traz peso, tristeza e até doença

Atualizado: Terça-feira, 15 Outubro de 2013 as 6:58

perdãoLeitura Bíblica: Lucas 17.1-4
Antes de morrer, teu pai nos ordenou que te disséssemos o seguinte: “Peço-lhe que perdoe os erros e pecados de seus irmãos que o trataram com tanta maldade” (Gn 50.16-17).
 
Eu estava na UTI depois da implantação de um stent numa artéria coronária. À noite, fortes e repentinas dores. A equipe médica veio em meu socorro. Orei, pedindo que Jesus se colocasse ao lado dos médicos. Aos poucos as dores cederam e adormeci. Comecei a sonhar. Parecia estar numa sala, diante de um aparelho de TV, onde passava o filme da minha vida. Minhas lembranças iam recuando e passei por todas as igrejas que pastoreei. Vi-me na Campanha Nacional de Evangelização no ano de 1965. Assisti ao nascimento e crescimento de meus cinco filhos. Finalmente cheguei àquele dia de setembro de 1940 em que me converti a Cristo.
 
Neste momento alguém bateu, suavemente, na minha face e disse: “São 6 h e estamos trocando de turno. Depois do susto de ontem à noite, o senhor dormiu tranquilamente”. O médico, também cristão, veio perguntar-me como eu me sentia. Contei-lhe meu sonho e comentei que estranhava não ter aparecido nada que me deixasse perturbado ou agitado. Ao que o médico respondeu: “É o resultado do perdão. O senhor confessou seus pecados, e Jesus perdoou. O resultado é essa paz e tranquilidade que o senhor está sentindo. Posso lhe dar alta agora mesmo”.
 
No texto da leitura, Jesus ordena aos seus seguidores que perdoem, sempre. Por mais que a pessoa já tenha errado antes. Da mesma forma, também é preciso sempre pedir perdão. O perdão não confessado traz peso, tristeza e até doença (Sl 32.3). Se alguém errou com você, perdoe, para não viver com amargura. Se você errou com alguém ou fez o que sabe que entristece a Deus, peça perdão, para não viver doente e em fuga.
 
O stent colocado no coração já dura oito anos. E continuo me alegrando, pois a Escritura diz: “Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia” (Pv 28.13). – HM
 
Perdoar e ser perdoado faz bem à saúde.
 

veja também