O primeiro grande contratado do Palmeiras frequentou a igreja Bola de Neve

Ex-pastor sugere contratação de jogador no Palmeiras

Atualizado: Terça-feira, 10 Janeiro de 2012 as 9:03

O meia Carlos Alberto, que pode ser o primeiro grande nome contratado pelo Palmeiras para 2012, não é indicação do treinador, mas de Gilson Mastrorosa, um ex-pastor evangélico da Igreja Bola de Neve.

Segundo a Folha, o diretor de base do Palmeiras se encontrou com o ex-pastor que lembrou do jogador durante bate-papo: "Nosso diretor da base, Jair [Francisco Tadeu Jussio] se encontrou com o Gilson. Na conversa, o Gilson lembrou do Carlos Alberto, que frequentava a igreja nos tempos em que atuou no Corinthians. Depois conversei com o Jair, que comentou isso comigo", afirmou Roberto Frizzo, vice-presidente de futebol do Palmeiras, em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

A indicação do meia Carlos Alberto ao Palmeiras por meio de um ex- pastor evangélico ganha destaque na imprensa pelo fato de Gilson Mastrorosa ter uma carreira marcada por envolvimento em escândalos, juventude e amizade com jogadores de futebol.

O ex-pastor tem apenas 36 anos e durante sua empreitada na Bola de Neve notabilizou-se por um estilo completamente informal, irreverente e brincalhão. Nos palcos da Igreja, a vestimenta também era inusual: tênis, camisa florida e calça jeans.

Ao contrário do que havia sido noticiado, Gilson não integra mais o quadro de sacerdotes da Igreja Bola de Neve, cujo público-alvo são jovens na faixa etária entre os 20 e os 35 anos, composto principalmente por pessoas de estilo alternativo, universitários, praticantes de esportes radicais e ex-usuários de drogas.


A saída de Mastrorosa da Igreja se deu em 2010. Oficialmente, a Igreja não explica os motivos do desligamento. No entanto, em contato com a reportagem, três frequentadores dos cultos acusam Gilson de "desvio de conduta". 


 


veja também