O próximo, alguém especial

O próximo, alguém especial

Atualizado: Quarta-feira, 4 Dezembro de 2013 as 3:42

amizadeDesprezar e ridicularizar o próximo é insensatez. Tratar os vizinhos com desdém é falta de bom senso. Jesus contou uma parábola para mostrar que devemos amar o próximo não apenas de palavra, mas de fato e de verdade. Falou do homem que caiu nas mãos dos salteadores, foi despojado de seus bens e largado à beira da estrada, ferido e agonizante. 
 
O sacerdote e o levita, homens religiosos, passaram e o deixaram entregue à sua sorte. O samaritano, porém, ao ver o homem caído, cuidou das feridas, o levou para um lugar seguro e tratou dele. É assim que devemos agir com o próximo, seja quer for.
 
Nosso papel não é humilhar as pessoas nem nos omitir quando precisam de socorro. Nossa função não é espalhar boatarias para jogar uma pessoa contra a outra, mas colocar guarda na porta dos nossos lábios e falar somente aquilo que edifica e traz graça aos que ouvem. O coração e a língua podem ser fontes de vida ou laboratórios onde se fabrica veneno. O próximo é alguém muito especial. Devemos honrá-lo e protegê-lo.
 
“O que despreza o próximo é falto de senso, mas o homem prudente, este se cala.” Pv 11.12
 
 
- Hernandes Dias Lopes
via Cada Dia
 

veja também