O que ainda te falta?

O que ainda te falta?

Atualizado: Quarta-feira, 12 Dezembro de 2012 as 3:36

 

“Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda?” (Mt 19:20).
 
Certo jovem, rico, chega a Jesus e pergunta-lhe o que fazer para alcançar a vida eterna. Essa história você conhece há muito tempo.
 
Talvez possa recitá-la sem errar pontos e vírgulas.
 
Ao longo de muitos cultos da Umap, retiros e programações os pregadores usaram este texto e fizeram diversas aplicações.
 
Algumas talvez o levaram a refletir sobre a vida do moço e em que condição ele chegou até Jesus.
 
A verdade é que este jovem, que chegou a Jesus, aparentemente, era exemplo.
 
Olhando para ele, na igreja, as pessoas o tinham como exemplar e fiel. Desde pequeno frequentara o Dijap, na adolescência a classe Batismal, depois a classe dos jovens.
 
Talvez um futuro, ou já presidente, da Umap.
 
Em apenas três perguntas que o jovem fez a Jesus, descobriu que a direção da sua vida não apontava para Reino de Deus.
 
A primeira: “O que farei para conseguir a vida eterna?” É um questionamento muito contundente. Quem nunca se preocupou em obter a vida eterna!
 
A segunda: “Qual o mandamento mais importante?”
 
É natural que um judeu, em se tratando de mandamentos, questionasse qual mandamento guardar, pois desde criança deveria decorar a Torá.
 
A terceira: “Que me falta ainda?”
 
Aqui realmente o jovem finaliza a sua conversa com Cristo.
 
Foram as últimas palavras do jovem na conversa.
 
A resposta de Jesus não o agradou. O jovem descobriu que a direção pelo qual trilhava não era a do Reino de Deus.
 
O que foi o fim da conversa do jovem pode ser o começo da sua conversa com Cristo! Pergunte a ele: “O que me falta ainda?”
 
Você está disposto a saber a resposta?
 
 
por Edgar Simão
 

veja também