O que conta no final das contas

O que conta no final das contas

Atualizado: Terça-feira, 16 Julho de 2013 as 3:58

reflexãoUm pai chamou seus dois filhos e lhes deu ordens. O primeiro disse que obedeceria e saindo não obedeceu, o segundo disse que não obedeceria, mas saindo obedeceu. Jesus contou esta história para afirmar que é melhor ser como o segundo filho.
 
Isso evidencia alguns valores importantes. A verdade sobre nós, sobre quem somos, sobre o que queremos. É melhor responder a verdade que mentir para agradar a quem demanda.
 
Também a capacidade de converter o pensamento ao que é bom, justo, correto. A diferença entre os filhos é que um tem o discurso aceito pela média, mas a atitude incoerente, enquanto o outro submete seu pensamento ao que é ético e está disposto a mudar de ideia, para não correr o risco de ser guiado por prazer e conforto, como quem faz apenas “o que dá na telha”, ou como quem justifica suas decisões com a desculpa de que o importante é “ser feliz”, com esse tipo de felicidade que desconsidera valores e pessoas e é refém de sensações eufóricas e efêmeras.
 
No final das contas, a vida é sustentada por pessoas que são capazes de dizer a verdade, submeter suas ideias a uma ética maior e fazer o que é certo pela simples razão de que é certo.
 
 
- Alexandre Robles
 

veja também