O que esclarece os simples e confunde os entendidos?

O que esclarece os simples e confunde os entendidos?

Atualizado: Segunda-feira, 19 Agosto de 2013 as 12:29

menteJesus usava como linguagem de ensino a parábola. É uma história contextualizada de fundo moral que serve para ilustrar um argumento ou uma mensagem. Era, por assim dizer, um contador de histórias e enquanto falava de modo simples apresentava a profundidade das obviedades. Dos assuntos que geravam polêmica suas parábolas geralmente demonstravam que os argumentos eram equivocados e que havia outro prisma a ser levado em consideração, mas não respondia, ou às vezes respondia com outra pergunta.
 
Ele mesmo deixou claro aos seus discípulos que suas palavras confundiam os que achavam que entendiam tudo e esclareciam os simples. Deste modo Ele redefiniu que sabedoria não é resultado da exaustiva aplicação da lógica humana determinada por suas categorias acadêmicas, mas sim de um pensar com as categorias do seu Evangelho. Paulo nos lembrou isso ao afirmar que o Evangelho de Cristo é loucura para o mundo e que isso é intencional, pois Deus decidiu confundir a sabedoria dos homens e revelar-se aos humildes. Assim é que as palavras de Jesus confundem os “entendidos” e esclarece os simples.
 
Aqueles que se aproximarem dos conteúdos do Evangelho de Jesus Cristo desejando entende-lo a partir de matizes filosóficas e categorias científicas não enxergarão um palmo. Já aqueles que se aproximarem com o coração aberto serão esclarecidos e chegarão à conclusão de que o simples e o óbvio, quando profundamente tratados, valem mais que todas as elaborações e construções que a humanidade em toda a sua história já produziu.
 
 
- Alexandre Robles
 

veja também