"O que está sendo pregado para os jovens não é a verdade completa", diz ator cristão

Stephen Baldwin revelou sua preocupação sobre o tipo de evangelho "descolado" e "suave" que está sendo pregado para os jovens atualmente e revelou que está iniciando um projeto de estudos bíblicos, em Nova York.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: sexta-feira, 1 de abril de 2016 17:00
Stephen Baldwin é ator cristão e há anos tem expressado abertamente sua fé cristã, mesmo em meio a entrevistas para emissoras seculares. (Imagem: Muths Truths)
Stephen Baldwin é ator cristão e há anos tem expressado abertamente sua fé cristã, mesmo em meio a entrevistas para emissoras seculares. (Imagem: Muths Truths)

Com o lançamento de seu mais recente DVD do filme "God's Club" ("Clube de Deus"), o ator hollywoodiano Stephen Baldwin revelou que ele está fazendo parceria com uma igreja de Nova York para começar um projeto de estudos bíblicos, com o objetivo de "ajudar os jovens que estão perdidos, deprimidos ou confusos".

"Eu simplesmente descobri em meu coração que o que os jovens estão buscando mais do que nunca, o desafio de um encontro autêntico e a experiência com a verdade. Isso é o que eu acredito que os jovens estão procurando", disse Baldwin, em entrevista ao 'Christian Post'.

O ator afirmou que ele está se preparando para sediar o estudo da Bíblia, porque depois de visitar muitas igrejas que possuem ministérios com jovens na cidade, ele sentiu que ainda havia algo faltando.

"Eu acredito que eles estão recebendo um evangelho 'descolado', culturalmente 'amigável', 'suave'. O que está sendo pregado para eles e que não é a verdade completa, a verdade que é o Evangelho de Jesus Cristo, a verdade do arrependimento e do perdão", declarou o ator que é nascido na megalópole norte-americana. "Eu acredito nisso e tenho esperança nesta parceria com uma igreja jovem muito legal aqui em Nova York".


"Olho no olho"
Falando sobre as abordagens desse novo projeto, Baldwin deu exemplos tipo de temas nos quais ele irá mergulhar em seus estudos bíblicos.

"Pretendo me assentar face-a-face como se fossem meus próprios filhos. Gostaria de olhar para um jovem de hoje e dizer: 'Jesus Cristo morreu para que você possa entrar nesta vida, com uma experiência autêntica e uma interação diária com o Espírito de Deus, que não deixa dúvidas em seu coração sobre a verdade", ele compartilhou.

Ele esclareceu que a salvação em Cristo não é apenas para que a pessoa sinta uma paz interior, mas sim para trazer arrependimento.

"Temos de descobrir mais sobre nós mesmos e como devemos nos arrepender dessas coisas em nossa vida e em nosso coração que estão nos impedindo de ter essa experiência [com Deus]", Baldwin continuou.

Com duas filhas adultas, Alaia e Hailey Baldwin, Stephen se mostrou preocupado com o fato de que o verdadeiro evangelho deve ser pregado nos dias de hoje, sempre que possível, sem remorso, de uma forma honesta, apaixonada, para que seja claramente recebido nos corações e mentes dos jovens de uma forma que eles entendam.

Baldwin insistiu que o evangelho não é apenas uma experiência, e que a palavra de Deus não existe, simplesmente para tornar a vida melhor ou para trazer esperança. Ele afirmou que a Palavra de Deus não deve ser transmitida como uma mensagem de autojuda.

"Haverá dias bons e dias maus", disse Baldwin. "Há momentos em que Deus lhe permite passar por tempos difíceis por uma razão, para que você aprenda alguma coisa. Mas há níveis ainda mais profundos de desafios que todos nós temos, que são os nossos próprios desafios secretos, nos quais só Deus pode nos ajudar. Este é o tipo de evangelho que eu acho que os jovens realmente devem compreender".

Cena do filme "God's Club", com Stephen Baldwin. (Imagem: Reprodução / Youtube)


Abrindo o jogo sobre a depressão
O último filme de Baldwin, "Clube de Deus", aborda as dificuldades atuais que os cristãos enfrentam na América, como as orações na escola e o direito de ter clubes cristãos nos ambientes escolares. Baldwin interpreta um professor que se levanta em favor de um clube cristão na escola e conta com o apoio de diversos estudantes. O filme também explora o tema da depressão e o ator reconhece que esta é uma dificuldade comumente enfrentada nos dias atuais, principalmente entre os jovens.

"Há muitas pessoas que sofrem em todos os diferentes níveis e graus de depressão. E muitos cristãos também lutam contra isso, mas o que eles fazem? Eles devem tomar remédios? surgem questionamentos, como 'Deus poderia me curar e por que não faria isso?' e assim por diante", Baldwin observou.

"Eu acredito que, como crentes que somos, todos os dias de nossa caminhada, tudo o que acontece e nós experimentamos está saindo de uma dinâmica espiritual", Baldwin concluiu. "Quanto mais nós estamos conectados a esse poder que nos traz a liberdade e a vitória mais vamos ter essa experiência".

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições