O Reino dos Céus é dos pobres de espírito

O Reino dos Céus é dos pobres de espírito

Atualizado: Quarta-feira, 30 Outubro de 2013 as 9

pobrezaLeitura Bíblica: Mateus 5.1-3
Bem aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus (Mt 5.3).
 
Desde criança ouço este versículo. Quando queremos humilhar alguém, dizemos que é um pobre de espírito. Por aí se vê que não devemos dar valor a muito do que se diz por aí.
 
Este versículo é a abertura do Sermão do Monte. Não se entra no reino dos céus sem passar por essa porta. Aliás, nenhuma bem-aventurança é vivida sem começarmos pela pobreza de espírito. Mas... o que é ser pobre de espírito? Em nosso entender é a pessoa que vem a Deus de mãos vazias. Mas se não há culto sem oferta, como é que podemos vir a Deus de mãos vazias?
 
Reflitamos. Teríamos condições de negociar com Deus? Podemos chegar a Deus como Caim e dizer: Senhor, eu lhe trouxe consagração, serviço, boas obras, e mais isto e mais aquilo? Mas não diz Isaías que nossa justiça é como trapos de imundícia? Se sou pecador, minha oferta já vem manchada pelo meu pecado.
 
O que significa ser pobre? Significa que não tenho com que pagar. O pobre vem a Deus dependendo de sua misericórdia. Daí em diante ele pode fazer como a viúva pobre de Marcos 12.42. Ao ofertar duas moedinhas, passou a Deus a seguinte mensagem: Senhor, meu amanhã não depende destas duas moedas, mas de ti. O pobre de espírito vem a Deus dizendo: Senhor! Tem misericórdia de mim! Venho de mãos vazias porque tu sabes que o que tenho e sou nada mais é do que pecado. O meu amanhã celestial, o destino de minha alma, depende totalmente da tua graça e misericórdia. E veja que coisa gloriosa: entro na presença de Deus em absoluta pobreza e saio multimilionário! Valor nenhum pode ser comparado ao céu.
 
Em Deus podemos ser pobres e ricos ao mesmo tempo porque sua graça supre toda a nossa carência de justiça. Diante desta oferta, só fica na miséria moral quem escolher a miséria. – MJT
 
A minha graça te basta, nos diz o Senhor.
 

veja também