O valor do que fazemos depende do papel que Deus desempenha naquilo

O valor do que fazemos depende do papel que Deus desempenha naquilo

Atualizado: Sexta-feira, 29 Novembro de 2013 as 1:50

valorLeitura Bíblica: Mateus 23.16-22
Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus (Mq 6.8).
 
O juramento é um recurso para garantir a veracidade daquilo que se diz. Ao jurar por algo ou por alguém, pede-se a alguma autoridade superior (p.ex. Deus) que confirme o que se diz, aceitando ser punido se aquilo não for verdade. Essa prática era frequente na sociedade em que Jesus vivia e, na leitura bíblica de hoje, ele fala dela. No caso, ele não discute se jurar é bom ou não, mas usa esse exemplo para mostrar o que realmente importa na nossa vida.
 
O pessoal com que ele discutia gostava de jurar “pelo ouro do santuário”. Tradicionalmente entendem-se ouro e valor como mais ou menos a mesma coisa. Falou ouro, disse valor. No entanto, o ouro só é tão valioso porque nós o consideramos assim. Ele é bonito, durável e raro. Só. Fora isso, não tem nada de especial. Jesus explica então que, na realidade, esses nossos valores não significam nada: se entre o santuário e o ouro algo tem valor, é o primeiro, por representar a presença de Deus. Esse, sim, é importante.
 
O outro exemplo de Jesus é similar: a “oferta sobre o altar”, que daria maior valor ao juramento, vale apenas tanto quanto a pessoa que a ofereceu. Jurar por ela seria como afirmar: “O que digo é verdade porque eu mesmo digo que sim”. Eu sou o grande modelo! Aliás, se fosse assim, para que jurar? Já o altar também está relacionado a Deus. Se minha oferta valer algo, não será por ela ser boa ou por eu ser bom, mas porque Deus a aceita sobre o seu altar. O valor está em Deus e não em mim.
 
Muitas vezes nos esforçamos para agir bem, às vezes achando mesmo que Deus teria algo a ganhar com nossa valiosa ação. Na verdade, porém, esta não passa de “ouro” ou “oferta” que só terá verdadeiro valor se estiver “no santuário” ou “no altar”, ou seja, nas mãos de Deus para que ele a valorize à maneira dele – não o contrário. – RK
 
O valor do que fazemos depende do papel que Deus desempenha naquilo.
 

veja também