O vínculo entre EUA e Israel abriu portas que o inimigo sempre tentou fechar, diz pastor

O pastor Chuck Pierce afirma que o reconhecimento de Israel pela Casa Branca abriu portas no mundo espiritual.

fonte: Guiame, com informações da Charisma News

Atualizado: Sexta-feira, 10 Agosto de 2018 as 4:55

O pastor Chuck Pierce atua como presidente do ministério Global Spheres. (Foto: Reprodução)
O pastor Chuck Pierce atua como presidente do ministério Global Spheres. (Foto: Reprodução)

O pastor norte-americano Chuck Pierce sempre teve uma paixão por Israel, mencionada por ele como “a nação de Deus”. Observando os últimos acontecimentos que envolvem os Estados Unidos e a Terra Santa, ele acredita que Deus está abrindo portas no mundo espiritual.

Em uma conversa com Steve Strang, fundador da Charisma Media, Pierce falou sobre a importância da celebração do Dia da Independência de Israel na Casa Branca em maio de 2017, algo considerado inédito na história de Washington.

“Quando o vice-presidente Mike Pence se levantou para falar, aconteceu uma mudança dramática na presença de Deus na Casa Branca”, observa o pastor. ‘E [Pence] disse: ‘Enquanto esta administração estiver em vigor, seremos os melhores amigo de Israel. Vamos nos alinhar com Israel. Reconheceremos Israel’”.

Pierce acredita que essa reunião na Casa Branca “abriu portas que o inimigo tenta fechar há muito tempo”, já que meses depois, o presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu transferir a embaixada do país em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. “Ao fazer isso, Trump enviou uma mensagem clara de que os EUA apoiam Jerusalém como a verdadeira capital de Israel”, observa Strang.

“O que torna isso tão importante é que é um decreto bíblico”, opina Chuck. “E abriu um portal sobre a América para um retorno divino, um retorno divino para a justiça, para a colheita — porque todo mundo sabe que haverá uma Nova Jerusalém que irá descer — um retorno divino às bênçãos da nossas aliança de uma nova maneira”.

Pierce, que revela ter tudo uma experiência profunda com “o Deus de Israel”, anseia para que cada vez mais cristãos tenham seus corações alinhados com o coração de Deus por Israel.

veja também