Obama cita Deus e guerras em discurso no 11 de Setembro

Obama cita Deus e guerras em discurso no 11 de Setembro

Atualizado: Segunda-feira, 12 Setembro de 2011 as 11:32

Ao todo, os americanos ficaram seis minutos em silêncio neste domingo (11) para lembrar os dez anos do atentado do 11 de Setembro, que deixaram quase 3.000 mortos e provocaram diversos efeitos colaterais no mundo, como as guerras no Afeganistão e no Iraque. Especialistas dizem que os ataques do 11 de Setembro inauguraram o século 21.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seu antecessor George W. Bush, que governava o país na época dos atentados, entre outras personalidades como o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, participaram de uma cerimônia em Nova York para lembrar as vítimas dos atentados.

Às 8h46 (9h46 de Brasília), personalidades e familiares dos mortos iniciaram uma série de minutos de silêncio. Durante 60 segundos o Marco Zero, local onde ficavam as torres do World Trade Center, foi tomado por um silêncio sepulcral para lembrar o momento exato do impacto do primeiro avião com a Torre Norte.

A cerimônia, que começou com o hino dos Estados Unidos interpretado por um coral do Brooklyn, ocorreu pela primeira vez a partir do interior do Marco Zero, onde foi construído um parque, inaugurado oficialmente neste domingo, em memória das vítimas.

O evento provocou lágrimas. Membros das famílias vestiram camisetas com os rostos dos mortos, levaram fotos, flores e bandeiras em um momento de emoção.

Pela primeira vez, parentes viram o memorial e tocaram os nomes de seus entes queridos, gravados ali. Alguns deixaram flores, outros pequenos ursinhos de pelúcia. Alguns usaram lápis para raspar os nomes em papel, outros tiraram fotografias.

veja também