Olho por olho ou sabedoria e amor?

Olho por olho ou sabedoria e amor?

Atualizado: Quinta-feira, 23 Maio de 2013 as 12:02

 

perdãoCerto deputado comentou na mídia, recentemente, que nós cristãos somos “palhaços”, e que as igrejas são circos. Alguns cristãos nas redes sociais encararam isso à mesma altura. Infelizmente, muitos reagiram com agressividade e colocaram “em cheque” o testemunho cristão.
 
“Eles querem respeito, mas não respeitam”, “Nos perseguem porque somos contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo”, “O deputado (…) está achando que vai nos parar, mas não vai”, entre outras frases que não falam nada, somente incitam a ira. “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (Pv 15.1), o que Jesus quer de nós vai muito além de respostas duras contra a perseguição e o preconceito do mundo. Ele quer que façamos algo muito mais difícil: amemos.
 
É muito mais fácil reagir com revolta do que perdoar e amar. Reagir com agressividade e espírito de justiça é muito mais cômodo que servir e orar por aqueles que nos agridem e cospem em nossa fé. Jesus não precisa de defensores, mas de seguidores que compartilham a cruz. “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me”. (Mateus 16.24)
 
Nessas horas de briga e perseguição devemos apoiar os perseguidos em oração e ter sabedoria para não cair na armadilha do inimigo. Se o pastor Marcos Feliciano está enfrentando perseguição ou falhou em algo que disse, cumpramos o que Paulo orienta em Colossenses 3.13. Se o deputado, que deliberadamente decidiu provocar o povo cristão tentando “ferir” a nossa fé, disser que somos isso ou aquilo, cumpramos o que Jesus ensina: “Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra”. (Mateus 5.38-39)
 
Nossa luta não é contra carne nem sangue. Nossa luta é contra principados e potestades que agem no mundo e enganam aqueles que ainda não conhecem a verdade. Você tem a missão de ganhar essas pessoas para Jesus, salvar esses que lhe perseguem e cospem em sua fé. Mas como fazer isso se com suas palavras duras tem incitado a ira deles? Como atraí-los para Jesus se eles não vêm amor em suas atitudes? Se você escreveu ou falou algo duro sobre isso, e ainda faz isso, saiba que suas respostas diante da perseguição não têm sido sábias.
 
“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. (João 16.33) Você não precisa defender a Jesus, somente nunca negá-lo. Você precisa entender que Ele venceu o mundo com misericórdia (Lucas 23.34), amor (Marcos 12.33) e bondade (João 8.11). Por isso, você também deve viver assim. E vai, se você se dispor, porque Ele mesmo garantiu que você conseguiria: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”. (João 14.12)
 
 
:: Stephanie Zanandrais
 

veja também