Ordenação de ministros gays quebra vínculos entre congregações e Igreja da Escócia

Ordenação de ministros gays quebra vínculos entre congregações e Igreja da Escócia

Fonte: GuiameAtualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:02
Ordenação de ministros gays quebra vínculos entre congregações e Igreja da Escócia
Ordenação de ministros gays quebra vínculos entre congregações e Igreja da Escócia

Ordenação de ministros gays quebra vínculos entre congregações e Igreja da EscóciaDuas igrejas de Edimburgo estão deixando de ser filiadas à Igreja da Escócia, apenas algumas semanas antes da votação da Assembléia Geral sobre a ordenação de homossexuais.

O Reverendo Robin Sydserff , da "St Catherine's Argyle" disse que ele e os anciãos tinham chegado à decisão por causa do que eles consideram como um "fuga da autoridade da Bíblia" por parte da Igreja da Escócia.

A medida, segundo ele, teve amplo apoio dentro da congregação.

"Tanto a nossa consulta interna em relação ao ano passado e de consulta formal do Presbitériom, indicaram que a nossa decisão tem o apoio da grande maioria da congregação ativa", assegurou.

A congregação com pouco mais aproximadamente 100 membros agora está reunindo em uma sala, na região de Craigentinny, na cidade.

O Reverendo David Court também mudou sua congregação de New Restalrig, Willowbrae para a área de Craigentinny. Ela agora funcionando com o nome de "Christ Church Edimburgo".

O Sr. Court disse de a Igreja da Escócia "afastara-se das escrituras e longe de cristianismo ortodoxo" tinha sido a "gota d'água ".

"Em última análise, quando você abandonar completamente as escrituras, isso leva você a lugar nenhum. Efetivamente, não há nada de distintivo sobre a Igreja que detém algo de valor. Uma vez que enfraquece o principal alicerce de suas crenças, então não há muito lá", disse ele .

Com informações do ChristianToday

*Tradução por João Neto

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições