Organização sem fins lucrativos luta contra a "hipocrisia na igreja"

Organização sem fins lucrativos luta contra a "hipocrisia na igreja"

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 8:36

No Texas a instituição “Mudando a face do cristianismo atual” é uma resposta direta aos não-crentes que acreditam que todos os cristãos são intolerantes, julgadores, hipócritas e homofóbicos, explicou o fundador R. Brad White.

White disse que quando ele fala com não-crentes, céticos e agnósticos, os cristãos são constantemente caracterizados por eles com uma desses quatro palavras.  E os quatro rótulos estão impedindo apóstatas de retornar à igreja, acrescentou. Por isso, White criou “Mudando a face do cristianismo atual” como um recurso para reformar esses estereótipos negativos e educar os jovens cristãos a seguirem os seus passos.

White disse que essa ideia não é nova. Dan Kimball opina no início de seu livro, “Eles gostam de Jesus, mas não da Igreja”, que a geração emergente é espiritualmente aberta para falar de Jesus, mas são muito desinteressados em participar ou estar associado com a igreja, devido a esse estigma no inconsciente coletivo da sociedade sobre os cristãos.

White argumentou que grande parte dos membros da igreja e dos líderes dela afasta as pessoas por demonstrarem "odiar o pecado e também o pecador”.  Ele disse que isso é ainda mais evidente com a homossexualidade . "O homossexualismo é condenado na Bíblia, mas o modo como os homossexuais são tratados os afastam ainda mais da igreja”.

De acordo com uma pesquisa da LifeWay Research, 72%  dos americanos “sem igreja” acreditam que a igreja está cheia de hipócritas. Um estudo anterior da LifeWay também revelou que 17 % daqueles que deixaram de freqüentar uma igreja alegam que foi porque sentiam que muitos membros da igreja "pareciam hipócritas" e "julgavam duramente os outros."

White acredita que o cristianismo está sob o ataque de possuir muitos crentes, vivendo da boca para fora o culto e não a vida cristã legítima.

“Não-crentes desprezam o cristianismo por essas razões erradas ", lamentou.  "Se eles nos odiassem por realmente vivermos a nossa fé e por sermos os melhores amantes de pessoas que o mundo já conheceu, então a nossa campanha não existiria”, completa.

Mudando a face do cristianismo é centrada sobre o lançamento de uma campanha de sensibilização e educação para ajudar os cristãos a inverter esses estereótipos negativos com atidudes de uma vida verdadeiramente cristã. A organização sem fins lucrativos foi concebida para "ajudar os cristãos a se tornam mais parecidos com Jesus Cristo".

Atualmente, a organização tem uma série de estudos bíblicos durante um período de sete a oito semanas que aborda temas como "ser crítico", "demasiado político" e de "ter fé superficial".

De acordo com White, várias igrejas na região do Dallas, começaram a utilizar o estudo com adultos, jovens e têm se observado as marcas de um resultado positivo.

Entre outros planos, White espera ampliar os esforços, incluir discussões abertas onde estudantes universitários cristãos possam trazer seus amigos incrédulos e falarem abertamente sobre a verdadeira fé.

veja também