“Os cristãos estão revoltados com o Starbucks por ir contra a Deus" disse Steven Andrew, pastor evangélico e presidente do USA Christian Mi

Pastor evangélico agiliza boicote ao Starbucks

Atualizado: Terça-feira, 7 Fevereiro de 2012 as 9:39

Pastor evangélico está clamando aos consumidores a boicotarem a rede de cafeterias Starbucks por ela apoiar a aprovação da legalização do casamento gay no estado de Washington.

O chamado para o boicote foi anunciado na terça-feira, um dia antes da passagem da lei no estado de Washington na quarta-feira à noite, de acordo com o Reuters.
“Os cristãos estão revoltados com o Starbucks por ir contra a Deus... O Starbucks pode seguir Satanás se ele quiser”, disse Steven Andrew, pastor evangélico e presidente do USA Christian Ministries na Califórnia.
Segundo ele, os pastores devem ajudar os Cristãos. “Você está ao lado do Senhor? Você irá ajudar os EUA a ser abençoado por Deus?”
A cadeia de cafeterias se uniu a outras mais de 100 companhias que apoiaram o projeto do casamento de pessoas do mesmo sexo. Entre as companhias estavam Nike, Google e Microsoft e Half Moon Bay Patch notes.
Ao se juntar à lista, o Starbucks liberou também uma declaração de Kalen Holmes, Vice-Presidente Executivo da mega-marca de café, onde se lê:

“O Starbucks tem orgulho de se juntar aos empregados do noroeste em apoio da legislação do estado de Washington em reconhecer a igualdade de casamento para casais de mesmo sexo...”
Caso o projeto na câmara dos deputados semana que vem, o estado de Washington será o sétimo estado nos EUA a reconhecer a união de pessoas do mesmo sexo.
Oponentes à lei dizem que eles irão colocar uma medida diante dos eleitores em um referendo neste outono.

veja também