A pandemia revelou fraquezas da Igreja, diz Francis Chan

O pregador explicou que a pandemia se tornou uma oportunidade para cristãos se aproximarem de Deus, mas nem todos aproveitaram.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 3 Setembro de 2020 as 10:09

Francis Chan é fundador da Cornerstone Church e atualmente mora em Hong Kong. (Foto: CBN News)
Francis Chan é fundador da Cornerstone Church e atualmente mora em Hong Kong. (Foto: CBN News)

A pandemia de coronavírus revelou fraquezas na cultura da Igreja ocidental que podem ser tratadas, usando as restrições como uma oportunidade para se aprofundar no relacionamento com Deus, diz Francis Chan, o fundador da Cornerstone Church, em Simi Valley, Califórnia, que agora vive em Hong Kong.

Falando em uma sessão na qual vários líderes evangélicos de alto perfil, como John MacArthur, Samuel Rodriguez e Tim Keller compartilharam seus pensamentos sobre a pandemia e como a Igreja deve responder a questões como restrições e o debate em curso sobre liberdade religiosa, Chan disse que acredita Deus está usando a crise para despertar os cristãos.

“Eu amo esta temporada em que estamos e acho que todo verdadeiro crente também, porque olhamos para o status quo e estamos apenas esperando por um momento em que seremos forçados a agir. É quase como se você estivesse treinando, treinando, treinando para algo e aqui está. Estamos preparados ou não? E é um momento em que vejo como o tempo em que os israelitas estavam no deserto ”, disse Chan a Gabe Lyons, moderador e fundador do projeto ‘Q Ideas’, uma comunidade de aprendizagem que mobiliza os cristãos para promover o bem comum na sociedade.

“Existem aqueles que agem como: 'Ah, deixe-me voltar para o Egito, sabe? Voltar para o jeito que era quando eu sabia o que ia acontecer amanhã’. Mas eu digo: 'Oh cara, você está perdendo. Você está sendo conduzido por uma bola de fogo. Nunca na história isso aconteceu. Isso nunca vai acontecer novamente. Não perca isso’”, disse ele.

Liberdade religiosa

Chan explicou que embora acredite no debate em curso sobre a liberdade religiosa e se as igrejas devem ter suas reuniões permitidas (ou não) como faziam tradicionalmente antes da pandemia, ele questionou o quão eficaz a Igreja tem sido a liberdade religiosa quando comparada a lugares como a China, onde a Igreja é perseguida.

“Quando você olha para os lugares onde há liberdade religiosa e compara esses lugares onde não há liberdade religiosa, o que temos feito com a liberdade? Isso apenas enfraqueceu a Igreja”, disse ele.

“Não estou dizendo para não lutar por isso, especialmente se for algo para o qual Deus te chamou. Sou grato pelas pessoas que lutam pela liberdade religiosa. Eu sou grato por ter isso. Ao mesmo tempo, não tenho realmente medo de perdê-la, porque vejo como a igreja está florescendo e como realmente se parece com a Igreja das Escrituras, nos locais onde há perseguição. E, novamente, não estou dizendo que estou querendo ou desejando isso. Mas o que eu quero é ver uma Igreja pura, onde as pessoas sejam devotas, sérias e entendam o que significa realmente seguir a Jesus. Então podemos realmente ser uma luz para o mundo”, explicou Chan.

O fundador da Cornerstone Church disse acreditar que Deus deu à Igreja uma oportunidade durante a pandemia de crescer e se tornar “profundamente íntima” Dele.

“Deus não nos coloca em uma situação em que não possamos nos tornar profundamente íntimos Dele e crescer uns com os outros. Não percam isso”, disse ele.

Em família

Chan também observou que a pandemia se tornou uma grande oportunidade para os pais se tornarem mais presentes no desenvolvimento espiritual de seus filhos.

“Eu penso sobre os pais. Eu ouvi em muitas igrejas que eles tiveram que se reunir novamente por causa de nossos filhos. E eu digo: 'Cara, Deus deveria te acordar bem aí. Os pais deveriam estar ensinando seus filhos'. É uma grande oportunidade para vocês, pais, se apresentarem e acreditarem que o Espírito do Deus vivo está dentro do seu corpo e que vocês podem liderar essa família. E se eles não estiverem equipados, então descubra e dê um jeito. Pais, vocês devem liderar seus filhos”, disse ele.

“Nós enfraquecemos todas essas pessoas piedosas talentosas porque fazemos tudo por eles. Vamos ensinar seus filhos e agora está meio caótico. O que nós fazemos? Ninguém está ensinando meu filho ”, disse ele, apontando para as reclamações que tem ouvido.

"Eu disse não. Aproveite este tempo. 'Eu realmente acredito que isso é de Deus. Este é um momento em que percebemos que não estávamos preparados para isso. Portanto, se tivermos outra pequena pausa, vamos fazer tudo o que pudermos para equipar e preparar as pessoas para momentos como este, porque eu realmente não acredito que seja o fim de tudo ”, acrescentou.

veja também