Para ajudar crianças, jovem cristão vive com apenas 1 dólar por dia

Para ajudar crianças, jovem cristão vive com apenas 1 dólar por dia

Atualizado: Segunda-feira, 5 Setembro de 2011 as 2:16

Para ajudar entidade que cuidam de crianças um estudante cristão casado e pai de dois filhos, tomou a iniciativa de viver com apenas U$1,00 por dia, com isso a economia gerada por Nathan Adair no período de 30 dias será toda revertida em prol de ajudar projeto para orfanato na Índia. O propósito de Nathan que cursa pós-graduação da Universidade de Westminster (Londres) é divulgar esta idéia no seu blog para todos e assim haja um conscientização sobre a vida de pessoas e crianças que passam por necessidade básicas e muitas destas pessoas, famílias e crianças estão abaixo da linha da pobreza mundial.

Adair graduado pela Universidade de Baylor, encontrou rapidamente um enriquecimento espiritual muito grande quando começou esta experiência, a de viver como mais de 1 bilhão de pessoas que vivem no mundo, com apenas um dólar por dia ou menos.

Nathan quer financiar um projeto de energia solar para micro-empresas, com a missão de fornecer eletricidade para uma comunidade em necessidade e rendimentos sustentáveis para um orfanato na índia.

Nos primeiros 13 dias de seu propósito, Nathan Adair, conseguiu economizar $229,00 dólares (cerca de 374,00 reais), reduzindo apenas os custos das refeições diárias. Ele também pede para que outras pessoas se juntem a ele por uma semana, começando na segunda-feira.

Nathan, membro da Igreja Batista, pretende financiar um projeto de energia solar para micro-empresas, que visa fornecer eletricidade a uma comunidade necessitada e rendimentos sustentáveis para um orfanato na índia.

É lógico que este tipo de propósito tem sua consequências como Nathan relata “Os primeiros quatro dias foram os mais difíceis para Nathan”. “Me alimentar com apenas 35% das calorias consumidas normalmente e desistir da cafeína foi um começo infeliz”, disse ele. “No entanto, o apoio e as orações de minha esposa, familiares e amigos me deram forças para não desistir”.    

veja também