Para Humberto Verona, presidente do Conselho Federal, a psicologia é laica

"Não existe psicólogo cristão" diz presidente do CFP

Atualizado: Segunda-feira, 27 Fevereiro de 2012 as 9:13

Após ser convocada pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná para retirar da internet diversos artigos em que vincula psicologia e religião, a psicológa cristã Marisa Lobo se posicionou contra decisão e desde então vem ganhando apoio de líderes religiosos e políticos.

Adepta da igreja batista, Lobo diz sofrer "perseguição religiosa". Ela nega oferecer "cura" a pacientes gays e rejeita acusações de homofobia. Diz ter a mesma opinião da cantora Claudia Leitte: "Amo [gays], mas prefiro meu filho machinho".

Parlamentares da bancada evangélica, em apoio a Lobo, tentam reverter uma resolução do Conselho Federal de Psicologia que proíbe emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como um transtorno.

Segundo o projeto do deputado João Campos (PSDB-GO), líder da Frente Parlamentar Evangélica, o conselho "extrapolou seu poder regulamentar" ao "restringir o trabalho dos profissionais e o direito da pessoa de receber orientação profissional".

Já o  presidente do Conselho Federal de Psicologia, Humberto Verona, as normas éticas visam combater "uma intolerância histórica". Para Verona, "não existe psicólogo cristão: a psicologia é laica, a pessoa é cristã". 

veja também