Paralelo ao Halloween, evangélicos celebram a Reforma Protestante

Paralelo ao Halloween, evangélicos celebram a Reforma Protestante

Atualizado: Sexta-feira, 29 Outubro de 2010 as 11:19

O Conselho Dominicano Evangélico de Unity (CODUE) apelou aos seus membros para comemorar "com gratidão a Deus e uma esperança renovada", o aniversário de 493 anos da Reforma Protestante, como movimento histórico espiritual que afetou positivamente milhões seres humanos ao redor do mundo".

O Rev. Reynaldo Franco Aquino, presidente da CODUE, disse que as igrejas evangélicas do país sempre deram às necessidades humanas e do desenvolvimento social um papel central, no que foi a pregação do evangelho.

"O desenvolvimento espiritual, social, cultural e econômico, é devido em grande parte, à solidariedade e valores éticos produzidos pela Reforma, que devido à decadência moral elevada são mais relevantes hoje", disse Franco Aquino.

Ele ressaltou que, na atual República Dominicana evangélicos agem desde os primórdios da nação, e que estavam presentes na educação, ciência e assistencia social.

Franco Aquino destacou que com o estabelecimento de uma igreja evangélica e as suas instituições, a participação dos cristãos na sociedade se torna mais sólida e permanente.

Cada igreja evangélica tem um projeto de ajuda social e de um número determinado de diferentes tamanhos, entre os quais cozinhas comunitárias, centros de cuidados primários de saúde, filhos adotivos, o aconselhamento de idosos e familiares, bem como programas de apoio a toxicodependentes, alcoólatras, crianças com doenças terminais, combate à AIDS e terapia familiar.

"Em 31 de outubro, enquanto alguns vão adorar a celebração pagã do Halloween, a Igreja Evangélica vai comemorar o Dia da Reforma. Comemorar a data do evento quando o Senhor perturbou a consciência de um monge chamado Martinho Lutero, iniciando um retorno à Palavra de Deus, que foi mantida em cativeiro e manipulada pela Igreja tradicional da época tempo também conhecido como Idade das Trevas", disse Franco Aquino.

Ele ressaltou que a reforma exige ver o mundo com novos olhos, "com o extraordinário legado que podemos fazer melhor".

"A Reforma Protestante, Martinho Lutero a cabeça, é um evento sem precedentes que revolucionou a Europa eo mundo, pôr fim ao sistema de corrupção moral e heresia que procurou manchar a fé cristã, a salvação através da venda de indulgências e charme, e não por fé no sangue de nosso Senhor Jesus Cristo na cruz do Calvário. Os fatos históricos estão lá, a realidade hoje é que Martinho Lutero estava certo, que se você parar seu trabalho de profético e não age exatamente como ele fez hoje não têm uma igreja saudável e de uma fé reforçada", disse o reverendo.

veja também