Pastor africano pede mais envolvimento na educação sexual

Pastor africano pede mais envolvimento na educação sexual

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 10:18

O pastor da Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA), Gaspar Tchali Sicato, solicitou domingo, no município do Bailundo,  82 quilômetros a norte da cidade do Huambo, maior envolvimento dos pais e encarregados na educação sexual dos seus educandos.

    Ao intervir na cerimônia de abertura da campanha de sensibilização e testes voluntários de AIDS, no município do Bailundo, considerou que o conhecimento do corpo humano é importante para se alcançar êxito na prevenção de gravidezes precoces e na preservação da AIDS.

    Disse ser necessário que os pais e encarregados de educação aconselhem cada vez mais os filhos sobre as doenças sexualmente transmissíveis, nos seus lugares de convívio.

      "Se o indivíduo não conhece a si próprio, dificilmente pode se defender, evitar as doenças sexualmente transmissíveis ou gravidez precoce”, disse.

    Para si, é necessário orientar os adolescentes e jovens para saberem decidir por si, sem correrem riscos, como abster-se do sexo e usar o preservativo.  

    Isso, referiu, só é possível quando a pessoa se conhece e com ajuda das escolas, do governo, da sociedade dos órgãos de Comunicação Social e da Igreja.  

    Para o coordenador provincial do projeto Jupre/HIV/Sida, Francisco Cassoma, o processo de educação sexual para comunidade é muito importante, pois "os pais conversam pouco com os filhos sobre a educação sexual e sobretudo sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST)".

    O coordenador enalteceu a aderência e postura da população daquela região em fazer os testes de AIDS, em número de 80, 51 dos quais envolvendo mulheres, todas com resultado negativo.

      A campanha, que vai decorrer em diversas denominações religiosas do município do Bailundo, até ao dia 19 de Dezembro do ano em curso, tem porobjectivo promover palestras e divulgar a comunidade e sexo prematuro gravidez indesejadas e transmissão de conhecimentos sobre o seu estado serológico.  

veja também