Pastor aponta os 4 níveis do rio de Deus: “Ele quer nos levar ao mais profundo”

Joel Engel lembra que o próprio Jesus é quem faz o convite para mergulharmos nas águas de Deus.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: quinta-feira, 9 de junho de 2022 16:30
(Foto: Jeremy Yap/Unsplash)
(Foto: Jeremy Yap/Unsplash)

Você pode ser um cristão frequentador de cultos ou ter uma comunhão mais profunda com Deus — tudo depende do nível que você quer chegar. O pastor Joel Engel listou os 4 níveis do rio de Deus e como viver o nível máximo de fé.

“Há poder nesse rio e quem te convida a entrar nele é Jesus”, declarou o pastor Joel Engel em ministração nesta terça-feira (7), baseada no artigo Os 4 Níveis do Rio de Deus: Entrando em Águas Profundas.

Em primeiro lugar, Engel aponta o princípio de que o Espírito Santo é uma pessoa com sentimentos e vontades. “Deus está em Seu trono no céu, mas o Seu Espírito, que é o próprio Deus, a essência e a força de Deus, entra em comunhão conosco e nos leva a ter comunhão com Deus. E precisamos entender como o Espírito Santo se manifesta na terra”, ensina.

Em segundo lugar, Engel indica que “o Espírito Santo não é simbolizado apenas pelo fogo, mas também pela água.” Água, de acordo com o pastor, representa vida.

Não é à toa que aproximadamente 71% da superfície terrestre é coberta por água, bem como cerca de 70% do corpo humano é composto por água.

Na Bíblia, o profeta Ezequiel descreveu uma visão de um homem que o levou à entrada do Templo, e lá ele viu “água saindo debaixo da porta do templo e passava à direita do altar”. Essa água corria para fora e, por onde passava, tornava a terra frutífera.

“Fiquei surpreso de ver muitas árvores que cresciam dos dois lados do rio”, diz um trecho de Ezequiel 47. “Por onde a água deste rio passar, haverá muitos seres vivos. O mar Morto ficará cheio de peixes, porque sua água se tornará pura. Surgirá vida por onde esta água fluir.”

“Onde há águas vivas, existem árvores frutíferas ao redor. Quando você aceita Jesus, você entra em um rio. Então o Espírito Santo vem e você começa a dar frutos”, explica Engel. “Dar frutos só é possível pelo poder do Espírito Santo de Deus.”

Os 4 níveis do rio de Deus

O profeta Ezequiel também menciona um homem que o conduziu pela água e, enquanto caminhavam, ele ia medindo. Quando percorreram quinhentos metros, a água chegava aos tornozelos. Ele mediu mais quinhentos metros e, dessa vez, a água chegava nos joelhos. Depois de mais quinhentos metros, chegava à cintura. 

Então ele mediu mais quinhentos metros e ali a água era um rio fundo o suficiente para atravessar a nado, mas fundo demais para atravessar a pé. (Ezequiel 47:3-5)

O pastor então complementa: “Essa pessoa que está no rio medindo é Jesus. Jesus te convida a entrar no rio. Você precisa da ajuda do Espírito Santo para entender e aplicar isso em sua vida.”

Engel então classifica os 4 níveis do rio de Deus:

Tornozelos

É um nível superficial, explica Engel. “É como um adulto que entra em uma piscina infantil. Geralmente estamos nesse nível quando começamos a entrar na vida cristã. Você está próximo da beira do rio, come dos frutos e melhora de vida. Mas quando você entra no rio, começa a notar que há um novo nível”.

Joelhos

É um nível mais profundo, mas também confortável, de acordo com Engel. “A água atinge uma nova dimensão: você pode caminhar, mas não pode correr. Representa o tipo de cristão que está conformado com a religiosidade. Vai à igreja todos os domingos e está no nível de salvação, mas não vive algo mais profundo.”

Cintura

É um nível de esforço maior para romper, ele explica. “Três-quartos do corpo estão na água, mas não se aprofundam por medo. Ele sente que pode se afogar e algo pode dar errado. Tem uma vida religiosa, mas nada muito espiritual.”

Submerso:

É um nível no qual você se entrega completamente para Deus. “Você só vê o Senhor, não há mais nada, somente Ele. Ali é quando você está mergulhado no Espírito e nada mais existe”, esclarece Engel.

Como voltar ao projeto original e ter viver uma vida plena em Deus? O pastor Joel Engel aponta 4 níveis a serem trilhados:

1. Nível do natural: Atinge a sua vida física, explica Engel. “Quando você entra na igreja, sem perceber, você entra no rio. Por o rio onde passava, curava e restaurava tudo.”

2. Nível da fé: Viver o nível da fé é de fato aceitar e não titubear sobre o caráter divino, entendendo pela palavra nossos direitos. Ele também fala sobre a vida de oração. “O joelho é parte do nosso corpo que encontramos sustento se eles fraquejarem nosso corpo inteiro vem ao chão”, diz Engel.

3. Nível da unção: É quando Deus e você passam a operar de forma conjunta. “Você passa a ousar, onde as enfermidades são curadas, demônios são expulsos etc. É Deus trabalhando através de você”, afirma.

4. Nível da glória: É o nível mais elevado, visto que é a glória é o próprio Deus, segundo Engel. “Ao contrário do que pensamos, glória não é poder, nem unção, mas é o próprio ser de Deus, a própria pessoa divina. Andar nesse nível é andar ‘cheio’, ‘repleto’ da presença de Deus numa entrega completa e sem reservas.”

Por fim, o pastor ensina que o rio representa a vida no Espírito e lembra que o próprio Jesus é quem faz o convite para mergulharmos nas águas de Deus.

“Qual o objetivo de ir para a outra margem? O outro lado”, declara o pastor. “Esse objetivo só atinge quem está nadando no Espírito, isto é, caminha em direção ao alvo, removendo medos, aceitando desafios e, ao mesmo tempo, apreciando todos os benefícios que o rio nos traz: a vida no Espírito.”

Veja a pregação completa:

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições